26º Salvador, Bahia
previsao diaria
Facebook Instagram
WHATSAPP
Receba notícias no WhatsApp Entre no grupo do MASSA!
Home / Política

Divergência - 02/09/2023, 11:34 - Da Redação

"A serviço da elite branca", diz Josmar sobre vereadora em Cachoeira

Fala de Josmar Barbosa é sobre a também vereador Adriana Silva

Vereador de Cachoeira Josmar Barbosa (Republicanos)
Vereador de Cachoeira Josmar Barbosa (Republicanos) |  Foto: Divulgação

O vereador de Cachoeira, no recôncavo da Bahia, Josmar Barbosa (Republicanos), afirmou neste sábado (2) que a vereadora Adriana Silva (Podemos) está a serviço “da elite branca” em Cachoeira. Ele justificou lembrando que ela votou recentemente, na Câmara Municipal de Cachoeira, contra um projeto do Executivo Municipal que dispõe sobre a reforma de casas na Rua da Feira.

“Mas, contrariando a vontade da elite branca egoísta, a qual a vereadora Adriana Silva é aliada política, a Prefeitura de Cachoeira já reformou sete casas. E serão mais de 100 casas reformadas pela gestão Eliana Gonzaga. Pois essa gestão governa para o povo. E mesmo sendo oriunda da Rua da Feira, Adriana Silva votou contra”, disse Josmar Barbosa. Ele é aliado político e esposo de Eliana Gonzaga (Republicanos).

“Adriana Silva trabalha, na Câmara Municipal de Cachoeira, pelo grupo político do atraso, comandado por um homem branco que ficou dezesseis anos no poder em Cachoeira e que foi derrotado nas urnas por uma mulher negra. Todos sabem em Cachoeira quem está ao lado dos negros, das periferias, e quem está do lado da elite branca”, diz Josmar Barbosa.

Eliana Gonzaga (Republicanos) é a primeira prefeita negra da história de Cachoeira. Ela é oriunda do movimento sindical ruralista. Constantemente, Eliana Gonzaga tem se manifestado nas redes sociais por suas manifestações por justiça racial e contra o racismo.

Na campanha eleitoral, Eliana Gonzaga foi chamada de “miquimba” nas redes sociais. Trata-se de uma denominação racista ofensiva, associando uma pessoa negra a um macaco.

Eliana Gonzaga já recebeu, inclusive, ameaça de morte. E no dia 23 de abril de 2021 ela declarou à imprensa. “Tenho certeza que se eu não tivesse a minha pele negra, se eu não tivesse vindo da família que eu venho, de baixa renda, que representa uma categoria de trabalhadores, porque nós somos militantes sindicais, representando a agricultura familiar, isso não estaria acontecendo", disse a prefeita na ocasião.

Na época, ela recebeu nota de solidariedade de diversas ONGs do movimento em prol dos direitos dos negros e uma moção de apoio de diversos deputados estaduais.

exclamção leia também