32º Salvador, Bahia
previsao diaria
Facebook Instagram
WHATSAPP
Receba notícias no WhatsApp Entre no grupo do MASSA!
Home / Esporte

Reforma fora das 4 linhas - 25/08/2023, 07:00 - Silvânia Nascimento

'Tome obras' no Barradão: Leão passa por reestruturação na sua Toca

Aliado ao bom momento na Série B, presidente Fábio Mota melhora as condições estruturais do Vitória

Dirigente mostra a construção do novo prédio administrativo
Dirigente mostra a construção do novo prédio administrativo |  Foto: Olga Leira / Ag. A Tarde

Quem olhar o Vitória desta temporada e compará-lo com os dois últimos anos, ainda deve se surpreender com as mudanças pelas quais o clube passou. O time, que tinha apenas 2% de chances de acesso para a Série B em 2022, hoje tem quase 90% de probabilidades de retornar à elite do futebol brasileiro.

Os bons resultados dentro de campo no segundo semestre de 2023, na disputa da Série B do Brasileirão, e a sinergia com a torcida rubro-negra, que já vem desde a campanha da Série C no ano passado, se juntam ao bom momento do clube também fora das quatro linhas para trazer uma perspectiva melhor para os rubro-negros.

A Toca do Leão vem passando por uma reestruturação total, não apenas dentro de campo, mas também fora dos gramados. São diversas obras em andamento, com um projeto mais ambicioso à frente com a modernização do estádio Manoel Barradas.

Por isso, no comando do clube há um ano e seis meses, o presidente Fábio Mota atribui a evolução dentro das quatro linhas também aos fatores extracampo. “A bola não entra por acaso. A gente saiu da Série C para B porque temos planejamento, e estamos lutando para conseguir o acesso para a Série A, porque isso muda a realidade do clube. Quando chegamos aqui, não tinha nem como treinar, o gramado do CT profissional não existia. No estádio Manoel Barradas a drenagem era um mundo de água, a concentração toda infiltrada, colchões antigos, ares-condicionados quebrados. Uma coisa de louco”, detalhou o mandatário em entrevista exclusiva ao MASSA!.

Diante destes e de outros cenários precários dentro clube, a gestão de Mota partiu para um dos passos mais importantes: a procura por patrocinadores da rede privada como uma das soluções para dar continuidade às reformas emergenciais do complexo. “Foi assim que a gente saiu de dívidas como impostos e R$ 20 milhões de transfer ban. Hoje no CT a gente já não tem onde colocar placa de patrocinadores. Isso foi um trabalho que fizemos batendo na porta de cada um deles para ajudar o clube. E graças a esses patrocínios, não têm mais salários atrasados de jogadores, de funcionários, nem dos meninos da base, nem de PJ, nem de nada”, explicou.

Criação de campos para a escolinha Academia do Leão
Criação de campos para a escolinha Academia do Leão | Foto: Olga Leira / Ag. A Tarde

De olho em mais melhorias estruturais, o clube já tirou do papel o projeto intitulado ‘Academia do Leão’, que funcionará como uma escolinha particular para crianças a partir de quatro anos. As obras já estão em andamento no Barradão e, de acordo com Fábio Mota, esse projeto será uma fonte de renda para arcar com as despesas da divisão de base.

“Estamos fazendo várias obras e, para mim, essa é a maior de todas. O Vitória hoje gasta em torno de R$ 10 milhões por ano para bancar a base. E esse dinheiro sai todo do próprio futebol do Vitória ou de venda de jogadores. Então resolvemos fazer a academia do Leão, que vai receber entre dois e três mil meninos. A partir daí, a ideia é cobrar entre R$ 250 e R$ 300 reais, ainda não definimos o preço da escolinha. E todo dinheiro arrecadado, tanto da matrícula, quanto da mensalidade e venda de uniforme será para os custos da base, o que vai aliviar o orçamento do Vitória”, contou o presidente.

Ainda segundo ele, o projeto contará com bar e restaurante temáticos do Vitória, além de uma quadra de futevôlei e vôlei de praia, que também vão gerar novas receitas para o Rubro-Negro. “A ideia é com fé em Deus, finalizar até o final do ano, para que no início de 2024 a gente inaugure a escolinha”, projetou Fábio Mota.

Obras estão a todo vapor para atender a mais mulheres
Obras estão a todo vapor para atender a mais mulheres | Foto: Olga Leira / Ag. A Tarde

Banheiro feminino é ampliado no estádio

O crescimento significativo de torcedores que passaram a frequentar o estádio Barradão este ano, principalmente de mulheres, levou o Vitória a iniciar também a ampliação dos banheiros femininos, que passarão a ter 22 cômodos deste tipo.

“Nós começamos a notar que a torcida feminina do Vitória aumentou muito. E como o futebol foi, por muito tempo, esporte de homem, e graças a Deus acabou isso, quem vem ao Barradão percebe essa diferença. Os jogadores me falam, a comissão técnica, até as pessoas que vêm de fora. Em função disso, estamos fazendo a ampliação dos banheiros femininos, que vai dobrar a capacidade. Também estamos fazendo algumas obras de acessibilidade ao estádio como aumentando número de catracas, corrimão, rampa”, detalhou.

Estruturas geram uma boa renda de R$ 440 mil por ano
Estruturas geram uma boa renda de R$ 440 mil por ano | Foto: Olga Leira / Ag. A Tarde

Camarotes ajudam no caixa do clube

E não foi só dentro de campo que os planejamentos enfatizados pelo presidente começaram a dar bons frutos. Além dos números positivos na tabela da Série B, aos poucos, a conta bancária do clube também está respirando melhor. Isso, graças às primeiras obras que foram feitas, finalizadas e entregues, como é o caso dos quatro camarotes, que já funcionam e permitem a quem assiste as partidas dentro deles, uma visão privilegiada de toda a parte do campo e das arquibancadas.

“Fizemos quatro camarotes e vendemos. Hoje, eles rendem para gente, o valor de R$ 440 mil por ano, ou seja, uma nova receita entrando. Também estamos fazendo outro prédio administrativo e mais quatro camarotes, que é pra termos receitas alternativas”, concluiu Mota.

Confira mais fotos:

Quartos dos atletas na concentração do clube
Quartos dos atletas na concentração do clube | Foto: Olga Leira / Ag. A Tarde
Sala de convivência para assistir vídeos dos rivais
Sala de convivência para assistir vídeos dos rivais | Foto: Olga Leira / Ag. A Tarde
Local onde jogadores rubro-negros ficam concentrados
Local onde jogadores rubro-negros ficam concentrados | Foto: Olga Leira / Ag. A Tarde

exclamção leia também