25º Salvador, Bahia
previsao diaria
Facebook Instagram
WHATSAPP
Receba notícias no WhatsApp Entre no grupo do MASSA!
Home / Esporte

Vamos ajudar! - 15/05/2023, 12:07 - Wiliam Falcão*

Salto para o Brasileiro: Pequena ginasta baiana busca grande sonho

Luísa Santana, de 11 anos, moradora do Vila Mar, em Salvador, corre atrás para disputar competição

Destaque no meio de grandes atletas, baianinha mostra o seu talento e quer representar o estado
Destaque no meio de grandes atletas, baianinha mostra o seu talento e quer representar o estado |  Foto: Arquivo Pessoal

O que você faria para realizar um sonho? A jovem Luísa Santana, de apenas 11 anos, moradora do bairro Vila Mar, em Salvador, está disposta a tudo para disputar o Campeonato Brasileiro de Ginástica Rítmica, que será realizado entre 12 e 17 de setembro deste ano, em Florianópolis-SC. A família da pequena atleta resolveu criar uma vaquinha - com a chave PIX (celular) 71 98355-2924 - para reunir recursos que banquem parte das despesas necessárias para o sonho da garota se tornar realidade.

“Estamos fazendo a campanha, pois o pai está desempregado e eu sou a única mantedora da família. Tenho sempre fé que as coisas possam melhorar e ela conseguir realizar esse grande sonho. O Campeonato Brasileiro é uma fase importantíssima na sua carreira como atleta, pois poucas meninas principalmente aqui no nosso estado são convocadas. A possibilidade de entrar na seleção brasileira é grande”, detalhou Aline Santana, mãe de Luísa, ao MASSA!.

Atualmente, Luísa treina de terça à sexta-feira, das 14h às 19h, no clube Gorba, no bairro de Piatã em Salvador. Mesmo com todas as dificuldades, a mamãe não esconde o orgulho que sente da filha. “Minha sensação é de felicidade e de que estou colocando-a no caminho certo sabe. Ela é nova, mas muito talentosa e determinada. Sempre tem o estudo e o esporte como as suas prioridades. Claro que como criança ela tem seus momentos de lazer e descanso, mas tem o comprometimento muito grande com o esporte”, vibrou.

O custo mensal para que a ginasta possa treinar chega a R$ 450 apenas com transporte, no entanto, Aline demonstra gratidão pelo talento de Luísa e ressalta que todo esforço que tem feito para ela poder competir é válido. “É muito compensador para uma mãe ver um filho com esse tipo de compromisso. Não dá trabalho, ama o que faz, porque realmente só o amor mesmo para estar nesse esporte, pois é muita abdicação, foco, treino e esforço. Ela faz com muita alegria e sorriso no rosto. Nunca fala que está cansada ou que não quer ir, pelo ao contrário, às vezes eu que peço para parar um pouquinho”, brincou a mamãe da pequena atleta.

Imagem ilustrativa da imagem Salto para o Brasileiro: Pequena ginasta baiana busca grande sonho
Foto: Arquivo Pessoal

Início bem promissor

Os primeiros saltos da garota no esporte foram em julho de 2019 após uma professora de ballet, do colégio onde Luísa estudava na época, enxergar grande talento na criança de então 7 anos. “Quando nos encontramos ela (a professora) me falou que Luísa chamava muito atenção nos treinos por conta da sua flexibilidade e coordenação nos exercícios. Me convidou para fazer uma aula experimental no clube onde ensinava para ver se ela gostaria de fazer o esporte e, para Luísa, foi amor à primeira aula”, recordou Aline.

A paixão pelo esporte foi tão verdadeira que, em seu aniversário de 8 anos, Luísa pediu um presente que deixou a mãe surpresa. “Disse que não queria festa de aniversário e sim que eu a coloca-se na ginástica e foi feito. De lá para cá, na sua primeira competição ficou em primeiro lugar e não deixou mais de treinar. Ano passado disputou o campeonato regional e ficou em 12° no geral competindo com 40 meninas”, completou.

De Salvador para o mundo

Assim como várias crianças que começam a praticar alguma modalidade esportiva, a jovem ginasta também vislumbra o sucesso internacional. “Quero me tornar uma excelente atleta, disputar várias competições, principalmente o Mundial”, projetou Luísa.

Contudo, as atenções no momento estão voltadas para a primeira competição nacional que irá. “Estou muito ansiosa, minha expectativa é de fazer uma boa apresentação e ter boa colocação”, destacou.

Professora do clube Gorba, Joseane Coelho se recorda dos primeiros momentos da atleta na ginástica rítmica e rasga elogios para sua aluna. “Suas possibilidades corporais estão em desenvolvimento, pois só tem 11 anos. É uma ginasta muito dedicada e capaz. Linda, com muita habilidade, plasticidade e elegância, coisas importantes na ginástica rítmica”, afirmou a orgulhosa profissional.

*Sob a supervisão do editor Léo Santana

exclamção leia também