29º Salvador, Bahia
previsao diaria
Facebook Instagram
WHATSAPP
Receba notícias no WhatsApp Entre no grupo do MASSA!
Home / Esporte

Caso Daniel Alves - 18/03/2024, 20:27 - Da Redação

Liberdade de Daniel Alves será julgada em meio a crise carcerária

A audiência acontece nesta terça-feira (19), em Barcelona, na Espanha

Daniel Alves pegou 4 anos e meio de prisão
Daniel Alves pegou 4 anos e meio de prisão |  Foto: Jordi BORRAS/POOL/AFP

A Seção 21 do Tribunal de Justiça de Barcelona irá realizar, na manhã de terça-feira (19), uma audiência para julgar um novo pedido de liberdade provisória do ex-jogador Daniel Alves. O baiano foi condenado a quatro anos e meio de prisão por agressão sexual.

Acompanharão a audiência, a defesa do jogador, o Ministério Público e a defesa da vítima. O pedido de liberdade provisória será julgado em meio a uma crise carcerária em Catalunha, onde funcionários de prisões da região estão realizando greves e protestos após uma cozinheira ser morta por um detento, na prisão de Tarragona.

Funcionários da penitenciária Brians 2, onde Daniel Alves está cumprindo pena, se juntaram às manifestações.

Leia também:

Suposta morte de Daniel Alves repercute e assessoria se pronuncia

Os funcionários pedem a renúncia da Ministra da Justiça, Direitos e Memória da Catalunha, Gemma Ubasart, e da Secretária de Medidas Penais, Reabilitação e Atenção às Vítimas, Amand Calderó.

Por conta dos protestos, os detentos estão confinados em suas celas, privados de suas atividades e de visitas. A imprensa Catalunha acredita que a crise carcerária possa influenciar na decisão do pedido de liberdade provisória para Daniel Alves, por conta dos cinco pedidos anteriores semelhantes, que foram negados.

Devido a isso, a Justiça Espanhola alegou risco de fuga, destruição de provas ou reincidência, para negá-los.

exclamção leia também