29º Salvador, Bahia
previsao diaria
Facebook Instagram
WHATSAPP
Receba notícias no WhatsApp Entre no grupo do MASSA!
Home / Esporte

Jogo de seis gols - 26/03/2024, 19:54 - Santiago Oliveira - Atualizado em 26/03/2024, 20:31

Jovem estrela brilha e Brasil empata com a Espanha em jogo eletrizante

Equipe comandada por Dorival Júnior foi resiliente em pleno Santiago Bernabéu

Endrick entrou no segundo tempo, empatou a partida e colocou o Brasil no jogo
Endrick entrou no segundo tempo, empatou a partida e colocou o Brasil no jogo |  Foto: Rafael Ribeiro/CBF

Em um jogo eletrizante cheio de altos e baixos, o Brasil empatou com a Espanha em 3 a 3, na tarde desta terça-feira (26), no Santiago Bernabéu, em amistoso na Espanha. Os gols brasileiros foram marcados por Rodrygo, Endrick e Lucas Paquetá, enquanto Rodri (duas vezes) e Dani Olmo fizeram para os espanhóis.

Com dois tempos diferentes, a Seleção Brasileira teve duas caras na partida. Na primeira etapa, a Espanha dominou, com marcação alta muito forte, impedindo a Amarelinha de jogar. No segundo tempo, Dorival Júnior modificou a equipe, que voltou com outra postura, além de peças.

O destaque vai para o garoto Endrick, que marcou novamente e, em dois jogos na 'Era Dorival' pela Seleção principal, possui dois gols.

O saldo da Data Fifa foi positivo, neste novo rumo da Seleção Brasileira com Dorival Júnior. Com um triunfo em Wembley, contra a Inglaterra, e um empate em um jogo de seis gols, na Espanha, a Canarinho começa a superar a fase ruim.

Jogo caseiro

A primeira etapa teve a Seleção Espanhola como dominante. Praticamente um treino de ataque contra defesa, que não demorou muito para gerar resultados.

A tônica da partida se deu com a Espanha explorando a habilidade e velocidade do atacante Lamine Yamal, pelo lado esquerdo da defesa brasileira. E foi daí que saiu o primeiro gol dos donos da casa.

Em jogada individual, aos 10 minutos, o craque espanhol foi derrubado por Bruno Guimarães. Rodri converteu o pênalti, com batida forte no meio do gol, e abriu o placar.

Poucos minutos depois, a equipe brasileira teve sua primeira subida ao ataque, em arrancada de Rodrygo pela esquerda. Ele se associou com Vini Jr, que chutou na mãos do goleiro, aos 17 minutos.

Em desvantagem, o time de Dorival Júnior acertou um pouco mais a marcação e tentou dificultar as coisas para os espanhóis. No entanto, o segundo tento da 'Fúria' não demorou a sair.

Precisamente aos 36 minutos, Olmo bagunçou a zaga brasileira com bastante habilidade, inclusive, com direito a caneta e corte, para ficar cara a cara com o goleiro Bento e chapar de esquerda.

Após levar o gol, os visitantes se atiraram ao ataque e diminuíram o marcador. Em uma subida ao ataque, a zaga espanhola recuperou a posse de bola, mas o goleirão falhou. A redonda sobrou para Rodrygo, na entrada da área, encobrir o paredão espanhol e marcar o primeiro gol brasileiro no jogo.

Outro sabor

Já a segunda etapa foi diferente. O Brasil voltou modificado por completo: peças, postura e vontade. E com a estrela do jovem atacante Endrick.

O ritmo da Espanha diminuiu e a Seleção aproveitou a situação. Com muito 'rouba e ganha' no setor central do gramado, Rodrygo conseguiu se destacar sendo finalmente a ligação entre a defesa e o ataque brasileiro.

Logo aos cinco minutos, o Brasil subiu com qualidade e a bola sobrou - após cruzamento da esquerda - para Endrick igualar o placar, de primeira.

Apoiada por sua torcida, a Seleção Espanhola aumentou o ritmo e voltou a incomodar mais o Brasil, novamente pelo lado esquerdo. E de lá, novamente, saiu o terceiro gol espanhol, aos 42 minutos. Mais uma penalidade foi marcada, desta vez em cima de Carvajal e convertida, de novo, por Rodri. Vale salientar que não houve falta no lance.

Mas ainda deu tempo do empate brasileiro. Galeno foi derrubado por Carvajal e, aos 49 minutos [arbitragem deu 5 minutos de acréscimo], Lucas Paquetá bateu no lado direito do arqueiro espanhol decretando o placar final: Espanha 3 x 3 Brasil.

FICHA TÉCNICA

Espanha 3 x 3 Brasil - Amistoso internacional

Local: Estádio Santiago Bernabéu, Madrid, Espanha

Data e horário: Terça-feira (26), às 17h30

Cartões amarelos: Espanha - Le Normand, Laporte e Carvajal; Brasil - B. Guimarães, F. Bruno, Paquetá, Endrick, A. Pereira e Beraldo

Escalação da Espanha: Unai Simón; Carvajal, Laporte, Le Normand (Cubarsí), Cucurella; Rodri, Fabián, Dani Olmo; Lamine Yamal (Jesus Navas), Nico Williams (Sancet) e Morata (Oyarzabal). Técnico: Luis de La Fuente.

Escalação do Brasil: Bento; Danilo (Yan Couto), F. Bruno, Beraldo e Wendell; B. Guimarães (André), João Gomes (Andreas Pereira) e Lucas Paquetá; Vini Jr. (Douglas Luiz), Rodrygo (Galeno) e Raphinha (Endrick). Técnico: Dorival Jr.

exclamção leia também