23º Salvador, Bahia
previsao diaria
Facebook Instagram
WHATSAPP
Receba notícias no WhatsApp Entre no grupo do MASSA!
Home / Esporte

Retorno pra casa? - 09/08/2023, 13:19 - Da Redação

Ex-supervisor do Bahia confirma que clube deve voltar ao Fazendão

Jogadores e comissão técnica estariam insatisfeitos com distância do CT

Antigo CT tricolor vem atendendo a outros clubes
Antigo CT tricolor vem atendendo a outros clubes |  Foto: Shirley Stolze / Ag A Tarde

O Centro de Treinamento Evaristo de Macedo, utilizado pelo Bahia desde 2020, é alvo de algumas insatisfações por parte dos jogadores e comissão técnica por causa de sua distância para a capital. Apesar de sua excelente estrutura, o CT que fica a 45 km de Salvador pode ser deixado de lado pela equipe profissional do Tricolor. Para Jayme Brandão, a tendência é que o Fazendão, que fica a 10 minutos do aeroporto, volte a ser utilizado.

O ex-supervisor do Bahia, que deixou o clube em maio deste ano, explicou os principais motivos para que o Tricolor abra mão de seu moderno centro de treinamento em Dias D’Ávila para retornar ao Fazendão.

“Eu acho que a tendência é que [a mudança para o Fazendão] aconteça. Falando como profissional de logística, que se preocupa e preza pela boa condição do atleta, física e mental, para desempenhar o seu melhor, eu acho que a distância para a Cidade Tricolor causa um prejuízo para o Bahia em relação a performance física e mental do atleta”, disse em entrevista à Rádio Salvador FM.

Nesta temporada, o atacante Everaldo e o zagueiro Raul Gustavo sofreram acidentes quando se dirigiam para o CT Evaristo de Macedo. “Todos os atletas percorrem 45 km para ir 45 km para voltar todos os dias. Sem entrar no mérito dos acidentes, a pista é insegura”, lembrou Jayme.

O ex-funcionário do clube ainda citou que o Bahia tem uma das três piores logísticas da Série A do Campeonato Brasileiro, perdendo apenas para Fortaleza e Cuiabá. Parte disso, se dá por questões geográficas, mas a mudança da Cidade Tricolor para o Fazendão ajudaria a minimizar esses efeitos negativos nos atletas.

“Não falo da qualidade do CT do Bahia, porque é excelente, mas você tendo um terreno dentro de Salvador, a 10 minutos do Aeroporto, já com estrutura... É a tendência, o Grupo City deve sim reformar o Fazendão. O formato eu não sei, mas talvez o futebol profissional vá para o Fazendão e o CT ficar para base ou feminino. Não sei como vai ser, mas as pessoas que lá estão já perceberam o desgaste que esse trânsito para Cidade Tricolor causa no dia a dia do clube", concluiu.

exclamção leia também