28º Salvador, Bahia
previsao diaria
Facebook Instagram
WHATSAPP
Receba notícias no WhatsApp Entre no grupo do MASSA!
Home / Esporte

Começou - 02/03/2024, 16:18 - AFP

Estreia com pé direito: Verstappen vence GP do Bahrein da Fórmula 1

Atual tricampeão já começou temporada 2024 com grande superioridade

Verstappen, de 26 anos, conseguiu sua 55ª vitória na carreira
Verstappen, de 26 anos, conseguiu sua 55ª vitória na carreira |  Foto: Giuseppe CACACE | AFP

Atual tricampeão mundial de Fórmula 1, o holandês Max Verstappen (Red Bull) começou com o pé direito a temporada 2024, com vitória de ponta a ponta no Grande Prêmio do Bahrein, disputado neste sábado (2), no circuito de Sakhir.

Seu companheiro de equipe, o mexicano Sérgio Pérez, chegou em segundo e o espanhol Carlos Sainz, da Ferrari, foi o terceiro.

"Incrível, saiu melhor do que o esperado. O carro foi muito bem com todos os pneus e tínhamos muito ritmo. Não poderia ter sido melhor. É sempre especial ter este tipo de dia, mas é uma temporada longa", avistou Verstappen.

A Red Bull e sua estrela confirmaram que são amplamente favoritos para renovarem seus títulos este ano, que terá o recorde de 24 corridas no calendário.

Verstappen, de 26 anos, conseguiu sua 55ª vitória na carreira com 22 segundos de vantagem sobre Pérez. Além disso, faturou o ponto extra pela volta mais rápida da corrida, que não teve nenhum abandono entre os 20 pilotos.

Oxigênio para Horner

"Era o máximo que podíamos conseguir. Foi uma corrida complicada com a gestão dos pneus. Estávamos deslizando um pouco com o freio motor, o que não é fácil em Sakhir. Temos uma boma inércia e precisamos tentar mantê-la", acrescentou Pérez depois da prova.

A atuação da Red Bull é um galão de oxigênio para o chefe da equipe, Christian Horner, envolvido em uma polêmica desde o início de fevereiro por acusações de "comportamento inapropriado" para com uma funcionária.

Na última quarta-feira (28 de fevereiro), a denúncia foi desconsiderada pela marca de bebidas energéticas, mas o caso continua dando o que falar após a divulgação no dia seguinte de um e-mail anônimo com supostas evidências contra Horner.

O britânico de 50 anos, casado com a ex-Spice Girl Geri Halliwell, presente em Sakhir neste sábado, negou todas as acusações desde que o escândalo explodiu.

Ferrari na frente entre os "mortais"

Muito motivado, Sainz e seu companheiro de Ferrari, o monegasco Charles Leclerc, quarto após passar por problemas de equilíbrio e com os freios, foram os primeiros entre os "mortais" após a dobradinha da Red Bull.

"Eu me senti muito forte. A largada não foi ideal, mas desde então consegui gerenciar os pneus e imprimir meu ritmo. Consegui acompanhar a Red Bull, mas não foi suficiente. É um passo adiante, mas não é onde queremos estar", disse Sainz, que no ano que vem será substituído na Ferrari por Lewis Hamilton.

O piloto da Mercedes, sete vezes campeão mundial, terminou em sétimo, duas posições atrás de seu companheiro de equipe, o também britânico George Russell.

Entre ambos ficou seu compatriota Lando Norris, da McLaren, enquanto o australiano Oscar Piastri chegou na oitava posição.

O espanhol Fernando Alonso e o canadense Lance Stroll, a dupla da Aston Martin, completaram o Top 10.

A próxima etapa do Mundial de Fórmula 1 é o Grande Prêmio da Arábia Saudita, em Jidá, na semana que vem. Assim como no Bahrein, o treino de classificação será na sexta-feira (8) e a corrida no sábado (9).

exclamção leia também