26º Salvador, Bahia
previsao diaria
Facebook Instagram
WHATSAPP
Receba notícias no WhatsApp Entre no grupo do MASSA!
Home / Esporte

Bem demais! - 24/08/2023, 10:55 - Da Redação

Brasileira supera hepatite e 'broca' na marcha atlética de 35 km

Viviane Lyra ficou em quarto lugar e obteve seu melhor tempo na carreira

Viviane Lyra ficou em quarto lugar nas finais da marcha atlética de 35 km
Viviane Lyra ficou em quarto lugar nas finais da marcha atlética de 35 km |  Foto: Wagner Carmo/CBat

A brasileira Viviane Lyra ficou em quarto lugar nas finais da marcha atlética de 35 km, mas, apesar de não ter conseguido o pódio, foi um grande resultado para a atleta. Lyra teve hepatite em junho, diagnosticada durante o GP de La Coruña e precisou parar os treinamentos durante 2 semanas.

A prova aconteceu nesta quinta-feira (24), no Mundial de Atletismo em Budapeste, Hungria. Com 2h44m40, Viviane Lyra superou os problemas e obteve seu melhor tempo na carreira.

"Meu sentimento é de gratidão, foi muita superação. Quando eu descobri que estava com hepatite, eu fiquei totalmente afastada dos treinos e eu estava muito bem preparada. Queria ter feito o índice olímpico lá (GP de La Coruña), mas eu tive que abortar a prova. Foi para descansar e enquanto eu não trabalhei meu corpo, eu trabalhei minha mente", disse Viviane.

Vale destacar que Viviane Lyra já havia conquistado o índice olímpico na marcha dos 20 km com a oitava colocação, no último domingo (20).

A espanhola Maria Pérez levou o ouro, o segundo na competição já que também venceu na Marcha dos 20Km. Ela ainda bateu o recorde mundial com 2h38m40. A prata ficou para a peruana Kimberly García León (2h40m52) e ficou em terceiro lugar a grega Antigoni Ntrismpioti (2h43m22).

O Brasil ainda teve outras duas representantes nas finais. Eliany Pereira terminou em 36º e Erica Sena teve que abandonar a prova após completar 16 km.

Caio Bonfim não repete pódio

No masculino, o espanhol Álvaro Martín, campeão na Marcha de 20 km, ganhou o ouro nos 35 km com o tempo de 2h24m30. A prata ficou com o equatoriano Brian Daniel Pintado (2h24m34) e o bronze com o japonês Masatora Kawano (2h25m12).

Bronze na prova da Marcha Atlética de 20 km, Caio Bonfim não conseguiu repetir o mesmo desempenho nos 35 km e terminou na 10ª posição, com 2h27min45.

Caio Bonfim foi bronze na prova da Marcha Atlética de 20Km, mas não repetiu o feito nos 35Km
Caio Bonfim foi bronze na prova da Marcha Atlética de 20Km, mas não repetiu o feito nos 35Km | Foto: Wagner Carmo/CBat

exclamção leia também