25º Salvador, Bahia
previsao diaria
Facebook Instagram
WHATSAPP
Receba notícias no WhatsApp Entre no grupo do MASSA!
Home / Esporte

Projeto essencial - 03/04/2024, 07:00 - Silvânia Nascimento

Associação Beira Mar coloca as mulheres para entrar em ação

Iniciativa criada em 2021 no Subúrbio dá suporte à comunidade por meio do esporte

Ginástica rítmica, karatê, baleado, aula de etiqueta e futebol são ofertados de forma gratuita
Ginástica rítmica, karatê, baleado, aula de etiqueta e futebol são ofertados de forma gratuita |  Foto: Uendel Galter / AG. A TARDE

O olhar sensível e a preocupação em ver jovens traçando caminhos errados foram o pontapé inicial para que Bruna Bonfim, de 29 anos, moradora do bairro de Praia Grande, no Subúrbio Ferroviário de Salvador, tirasse do papel e trouxesse para a realidade da comunidade a Associação Beira Mar Mulher em Ação, com suporte de outros moradores. Com uma incrível vista à beira mar, a iniciativa é sediada em dois espaços, que foram doados pelo pai da jovem para que pudesse fazer o projeto acontecer.

Criada no ano de 2021, a associação surgiu a partir da precariedade e da falta de opções de lazer para a comunidade local. Atualmente, ela é uma ferramenta que, por meio de ações esportivas, desperta e constrói sonhos em centenas de crianças, adolescentes e adultos.

“A gente se uniu para lutar pela comunidade que estava esquecida. E aí, com o surgimento da associação, vimos a necessidade de não apenas buscar melhorar a estrutura física do local, como a infraestrutura, mas também cuidar das nossas crianças e adolescentes que estavam se perdendo”, detalhou Bruna ao MASSA!.

Ao lado de Marília dos Santos na presidência da associação, hoje a idealizadora da inciativa comemora que, no espaço, é possível encontrar aulas gratuitas de ginástica rítmica, karatê, baleado (apenas para mulheres), aulas de etiqueta, além de uma escolinha de futebol.

“A gente conseguiu resgatar, principalmente, por meio do futebol, muitos meninos que estavam entrando no mundo da maconha, na zona da criminalidade. A situação aqui é bem precária, mas abrimos espaço para muitas pessoas que estão em vulnerabilidade social”, vibrou Bonfim.

A pequena Lauren Maríah, de 4 anos, é uma das beneficiadas pelo projeto e, por isso, a mãe Samella Brito é só alegria com a iniciativa. “Lauren começou desde o início do projeto e segue até hoje. Mesmo tão pequena, ela já demonstra gostar das aulas, pede pra vir e se dedica. Só nós sabemos a diferença que a associação faz na nossa vida. Com certeza, se não fosse aqui, dificilmente eu teria condições de pagar aula particular para minha filha”, destacou.

Grupo vai em busca de melhorias pra Av. Beira Mar
Grupo vai em busca de melhorias pra Av. Beira Mar | Foto: Uendel Galter / AG. A TARDE

Ação Criança com Valor

Dentro do quadro de serviços do projeto, há também a atividade que recebeu o nome de ‘Criança com Valor’. Na prática, consiste permitir o acesso dos alunos a jogos educativos como quebra-cabeça, dama, jogo da velha, onde, durante o momento de diversão, são transmitidos para eles orientações e conselhos sobre a importância dos valores da vida como humildade, paciência e respeito ao próximo.

Foram incluídas também ações oferecidas pelo projeto, como aulas de reforço escolar para crianças e adolescentes. Essa é a única atividade em que é cobrado um preço simbólico. “Cobramos R$ 30 de mensalidade por aluno que, na verdade, é repassado para a professora que dá as aulas. Ela está desempregada e essa foi uma forma que encontramos de ajudá-la a ter uma renda até ela conseguir voltar pro mercado de trabalho”, explicou Bruna.

Bruna Bonfim, de 29 anos, impulsiona sonhos com projeto
Bruna Bonfim, de 29 anos, impulsiona sonhos com projeto | Foto: Uendel Galter / AG. A TARDE

Toda ajuda é bem-vinda

Por ser uma iniciativa sem fins lucrativos, toda ajuda é bem-vinda. Por isso que as organizadoras do projeto deixam as portas abertas para aqueles que podem e têm interesse em auxiliar de alguma forma, seja com trabalho voluntário ou doações de materiais que podem ser usados nas aulas (bolas, uniformes, redes, itens escolares, lanches).

Marília, uma das presidentes da associação, é moradora do local há 40 anos. Ela conhece de perto toda necessidade da comunidade, mas também se orgulha dos avanços que a localidade tem tido com o trabalho do projeto. “Isso aqui não tinha nada, e ainda falta muito o que melhorar, mas o que temos conquistado é fruto de muita dedicação e suor. Fazer desse projeto é motivo de felicidade”, completou.

exclamção leia também