27º Salvador, Bahia
previsao diaria
Facebook Instagram
WHATSAPP
Receba notícias no WhatsApp Entre no grupo do MASSA!
Home / Entretenimento

Até quando?! - 14/12/2023, 17:36 - Acácia Vieira

Racismo?! Cantora tem cabelo 'black' revistado em aeroporto no Rio

Luciane Dom estava tentando embarcar em um voo para São Paulo quando foi abordada com a revista inusitada

Luciane Dom publicou um longo relato nas redes sociais
Luciane Dom publicou um longo relato nas redes sociais |  Foto: Reprodução/Redes sociais

A cantora Luciane Dom, de 34 anos, usou as redes sociais, nesta quinta-feira (14), para denunciar um caso de racismo, que sofreu ao tentar embarcar no Aeroporto de Santos Dumont, no Rio de Janeiro. Segundo a artista, revistaram o cabelo 'black' dela.

Luciane estava para embarcar em um voo com destino à São Paulo quando foi abordada por uma funcionária do aeroporto e, mesmo depois de já ter passado pela revista e scanner corporal, foi obrigada a passar por uma nova revista no cabelo.

"Eu já tinha passado a mala no scanner, e eu mesma já tinha passado no scanner corporal. A mulher me disse 'tenho que olhar seu cabelo'. Eu olho pra ela aterrorizada com a violência desse ato. Ela chama o superior. Meu dia acabou", escreveu a artista na rede social.

A cantora ainda falou que buscará ânimo para seguir divulgando suas músicas e que acredita que episódios como esse não serão mais repetidos. "Já desembarquei, estou péssima. Eu tô sem chão. Nem sei o que pensar. Acabei de chegar em São Paulo. Estou frustrada, decepcionada, por mais que seja algo que eu já espere, é muito ruim quando acontece. Fere algo muito profundo da nossa dignidade. O scanner corporal não havia apitado, essa questão do cabelo me deixa muito mal. Só espero não ficar adoecida por isso. É muito cruel", afirmou.

Pra finalizar, a Luciane disse que não quer se sentir afetada com essa situação e que vai correr atrás dos seus direitos. O caso, inclusive, foi levado ao Ministério de Igualdade Racial.

Já o Aeroporto Santos Dumont divulgou uma nota informando que a cantora foi escolhida aleatoriamente para a inspeção manual. "Após averiguação interna, foi constatado por imagens de câmeras de segurança que não houve uma inspeção nos cabelos", escreveu a Infraero, responsável pela administração do Santos Dumont.

Leia a nota na íntegra:

"A cantora Luciane Dom foi selecionada aleatoriamente para uma inspeção manual. Após averiguação interna, foi constatado por imagens de câmeras de segurança que não houve uma inspeção nos cabelos.

Um dos procedimentos previstos para garantir a segurança do passageiro e demais usuários, a realização de inspeção de segurança aleatória é prevista na Resolução ANAC nº 515, de 8 de maio de 2019. Destaca-se que os pórticos detectores de metais do aeroporto têm a capacidade de gerar alarmes aleatórios, com acionamento de forma automática ou sob ação do passageiro, para fins de controle de execução da inspeção aleatória.

Importante ressaltar que a inspeção de segurança aleatória é independente de origem, raça, sexo, idade, profissão, cargo, orientação sexual, orientação religiosa ou qualquer outra característica do passageiro.

A Infraero reitera que repudia quaisquer formas de discriminação, que comportamentos como injúria racial e racismo não são tolerados nos aeroportos sob sua administração e está à disposição das autoridades competentes para os esclarecimentos que façam necessários."

exclamção leia também