27º Salvador, Bahia
previsao diaria
Facebook Instagram
WHATSAPP
Receba notícias no WhatsApp Entre no grupo do MASSA!
Home / Entretenimento

Amor de filho - 25/03/2024, 10:39 - Dara Medeiros

Oruam explica homenagem para o pai, o traficante Marcinho VP, em show

Trapper usou as redes sociais para justificar o pedido pela liberdade do pai após receber críticas do público

Oruam lamentou ter crescido longe do pai
Oruam lamentou ter crescido longe do pai |  Foto: Reprodução/Redes Sociais

O cantor de Trap Oruam quebrou o silêncio sobre a homenagem que fez ao pai, o traficante Marcinho VP, neste domingo (24), durante uma apresentação no festival Lollapalooza, em São Paulo. O artista usou uma camisa com o rosto do presidiário, que ficou conhecido por ser um dos líderes do tráfico de drogas no Rio de Janeiro e foi preso por crimes como homicídio e formação de quadrilha, e pediu "liberdade" para ele.

A homenagem não agradou o público e Oruam recebeu muitas críticas na internet. Sem rodeios, ele resolveu se pronunciar sobre o assunto e usou um versículo bíblico para falar que estava honrando o pai. O jovem aproveitou para pedir que as pessoas não o atacassem mais. “Parem de tirar o meu direito de filho de amar meu pai e honrar ele”, escreveu.

Imagem ilustrativa da imagem Oruam explica homenagem para o pai, o traficante Marcinho VP, em show
Foto: Reprodução/Redes Sociais

Oruam ainda desabafou sobre o funcionamento do sistema carcerário do Brasil: “Meu pai foi preso com 20 anos, há quase 30 anos atrás. Há mais de 15 anos vive trancado em uma cela de 6 metros quadrados, com 2 horas de banho de sol por dia, quando é autorizado, e sem contato com nenhuma pessoa que não os carcereiros”.

Leia também: Oruam 'pede' liberdade para o pai, preso por tráfico, em show

Ele continuou o desabafo nos stories do Instagram. “A cadeia deveria servir para ressocializar e não para torturar. Meu pai errou, mas está pagando pelos seus erros e com sobra. Só queria que pudesse cumprir uma pena digna e saísse de cabeça erguida”, contou aos seguidores.

Uma infância marcada pela dor

O trapper Oruam abriu o coração e afirmou que sofreu a vida inteira por não ter vivido ao lado do pai, devido a prisão dele: “Minha vida é assim desde que sou uma criança, não tenho uma foto sequer com meu pai e muito menos tive o prazer de desfrutar coisas simples”.

Por fim, ele disse que a família sonha com o dia em que Marcinho VP vai sair da prisão. “Te amo pai, o maior sonho da nossa família é ter você ‘com nós’. Estamos ansiosos pra que você veja o futuro novo que estamos construindo e mostre que todo mundo merece uma segunda chance”, concluiu.

exclamção leia também