28º Salvador, Bahia
previsao diaria
Facebook Instagram
WHATSAPP
Receba notícias no WhatsApp Entre no grupo do MASSA!
Home / Entretenimento

Casos de família - 18/03/2024, 12:05 - Dara Medeiros

Luana Piovani detona Pedro Scooby: "Um sortudo que eu coloquei na luz"

Atriz criticou o pai dos filhos antes de ir para uma nova audiência contra ele na justiça de Portugal

Luana Piovani e Pedro Scooby foram casados e são pais de três filhos
Luana Piovani e Pedro Scooby foram casados e são pais de três filhos |  Foto: Reprodução/Redes Sociais

A atriz Luana Piovani voltou a descer a lenha no ex-marido, o surfista Pedro Scooby, na manhã desta segunda-feira (18). Ela usou as redes sociais para avisar que estava indo para mais uma audiência na Justiça de Portugal por causa do processo movido pelo atleta, que deseja que ela seja impedida de falar sobre assuntos relacionados a ele e aos filhos publicamente.

O pronunciamento de Luana foi feito antes dela sair de casa em direção ao tribunal. Sem papas na língua, ela alfinetou o ex-companheiro. “Um sortudo que eu coloquei na luz, que por isso hoje ostenta carros milionários na garagem, está através da lei querendo me calar. Isso porque, todas as vezes que falei, falei das faltas dele, mas também já o elogiei muito quando mereceu", disparou.

Assista:

A Justiça portuguesa já havia tomado a decisão de impedi-la de falar sobre Pedro Scooby e os filhos na mídia, mas Luana recorreu à decisão. Porém, devido ao resultado do primeiro julgamento ter sido favorável ao surfista, a loira não estava esperançosa de que algo mudasse.

Para Luana Piovani, Portugal ainda tem muito o que melhorar. “Vamos lá hoje ver qual vai ser o andar dessa carruagem aqui em Portugal. O que não me faz muito segura, uma vez que a gente já descobriu que o judiciário daqui de Portugal é misógino, é machista”, acusou.

A atriz ainda falou sobre o “trauma” que ficou depois da primeira audiência, ao ponto dela se automedicar com 8 comprimidos antes de ir ao local: "A medida é quatro, tomei oito para dar uma aliviada. Vai que eu tenho vontade de arrancar o olho de alguém na audiência".

"A juíza desequilibrada humilhou, desrespeitou e desacatou não só o genitor, como a advogada dele, a mim e as minhas duas advogadas. Entrei com um processo contra, claro que o tribunal português, não acostumado a pessoas indagarem suas atitudes, disse que não tinha nenhum problema com a atitude daquela juíza. Entrei então no tribunal da União Europeia através dos direitos humanos. Pode até ser que lá na frente eu perca, o que eu duvido", relembrou.

exclamção leia também