29º Salvador, Bahia
previsao diaria
Facebook Instagram
WHATSAPP
Receba notícias no WhatsApp Entre no grupo do MASSA!
Home / Entretenimento

Arte e cultura - 29/07/2023, 09:47 - Dara Medeiros

Festival Latinidades chega à Salvador com shows e debates gratuitos

As apresentações acontecem na Praça Quincas Berro D'Água, no Pelourinho

O Festival Latinidades é gratuito e acontece neste fim de semana
O Festival Latinidades é gratuito e acontece neste fim de semana |  Foto: Divulgação

Depois do sucesso das edições em Brasília, São Paulo e Rio de Janeiro, o 16º Festival Latinidades chega a Salvador neste sábado e domingo, dias 29 e 30 de julho. O evento vem à capital baiana com a proposta de ampliar a visibilidade do 25 de julho, Dia Internacional da Mulher Negra Latino-Americana Caribenha no Brasil.

O Latinidades foi criado em 2008 e tem a arte e a cultura como ferramentas de ação para promover a igualdade de raça e gênero. Ele aposta em uma programação gratuita com atrações de diversos países em sua edição baiana. As apresentações acontecem na Praça Quincas Berro D'Água, no Pelourinho.

O evento tem patrocínio de Natura Musical e recebeu apoio do Fundo de População das Nações Unidas (Unfpa) e do Governo do Estado da Bahia, por meio das secretarias de Promoção da Igualdade Racial dos Povos e Comunidades Tradicionais (Sepromi), de Cultura (Secult) e de Turismo (Setur).

Confira a programação completa

O festival começa neste sábado (29), a partir das 16h30, com o II Concerto Internacional contra o Racismo: Pelos Direitos das Mulheres Negras, que reúne a Banda Panteras Negras, Slam das Minas Bahia, Vox Sambou (Haiti), Enio IXI, La Dame Blanche (Cuba) Rocky Dawuni (Ghana), Shirley Campbell (Costa Rica), William Cepeda (Puerto Rico) e Masauko Chipmbere (EEUU/Malawi).

Os debates acontecem no Museu Eugênio Teixeira Leal, também no Pelourinho. Das 14h às 18h, o espaço recebe o Encontro de Juristas Negras com discussões sobre os temas “Racismo na Infância - Um olhar para a maternidade negra”, “Mulheres e Cárcere - A liberdade é uma luta constante” e “Arte, Justiça e Ancestralidade”. Estão previstas as participações de integrantes de diversas instituições, entre elas Ministério Público, Tribunal de Justiça, Instituto Juristas Negras e JusBrasil. As inscrições devem ser realizadas através do link bit.ly/latinidadesjuristasnegras.

Já no domingo (30), acontece o seminário “Desafios da Democracia no Brasil: Violência de Gênero e Raça na Política”, das 8h às 18h. Além de debates com a presença de representantes do legislativo, do executivo e de pesquisadoras, o seminário integra outras ações. Às 14h, o Unfpa lança a publicação “Da Lei do Ventre Livre aos dias atuais: Direitos sexuais e reprodutivos das mulheres negras no Brasil sob uma perspectiva histórica”, com a participação da ex-vice-presidenta da Costa Rica e atual presidenta do Fórum do Permanente para Pessoas Afrodescendentes da ONU, Epsy Campbell.

Às 16h, ocorre a pré-estreia do documentário “Corpos Invisíveis”, dirigido por Quezia Lopes, que aborda o apagamento social dos corpos negros femininos a partir da experiência pessoal e artística de onze mulheres. Os ingressos estão disponíveis no endereço bit.ly/seminariolatinidades.

Por fim, Salvador se despede da 16ª edição do festival em grande estilo. Com direito a muita música e alegria, o público poderá curtir o Samba Ohana, que é a atração do encerramento no domingo, às 17h.

exclamção leia também