30º Salvador, Bahia
previsao diaria
Facebook Instagram
WHATSAPP
Receba notícias no WhatsApp Entre no grupo do MASSA!
Home / Entretenimento

Crítica - 21/12/2023, 09:54 - Artur Soares*

Em meio ao temporal de Salvador, 'Aquaman 2' chega para botar ordem

Novo filme, que estreia nesta quinta-feira (21) nos cinemas, encerra DCEU de forma excelente

Jason Mamoa retorna no papal de Aquaman, que agora tem novas responsabilidades
Jason Mamoa retorna no papal de Aquaman, que agora tem novas responsabilidades |  Foto: Warner Bros. Pictures / Divulgação

Em meio a um clima de forte chuva em Salvador, o rei de Atlântida retorna aos cinemas. Depois de um inesperado sucesso em 2018, não demorou muito para ser anunciada uma sequência de Aquaman, estrelado por Jason Momoa. Depois de polêmicas e alguns lançamentos questionáveis, a última cartada da DC deste ano chega às telonas nesta quinta-feira (21), com a estreia de Aquaman 2: O Reino Perdido.

Acompanhamos o cotidiano de Arthur Curry (Jason Momoa), que depois dos acontecimentos do primeiro filme, precisa lidar com as responsabilidades de rei de Atlântida e pai de família. Diferente de suas primeiras aparições no DCEU (Universo Estendido DC, em que tinha uma pegada "lobo solitário", agora somos apresentados a uma outra faceta do Aquaman: a de um homem preocupado em defender o que ama.

O modo como a produção lida com essa dualidade na vida do protagonista é excelente. O herói precisa proteger um reino ao mesmo tempo que aprende a cuidar de seu filho. Por falar nisso, o grande tema desse filme é justamente a família. Nele, temos o retorno de Orm (Patrick Wilson), o vilão do primeiro filme, que agora precisa se aliar ao meio-irmão para combater uma ameaça maior.

A obra lembra um pouco Thor: O Mundo Sombrio, com Arthur e Orm tendo uma relação parecida com a de Thor e Loki. A parceria dos dois acontece de forma meio apressada, mas ainda assim funciona muito bem e ambos possuem muita química juntos. Infelizmente, nem todos os personagens recebem o mesmo destaque que Patrick, fazendo com que parte do elenco — incluindo a grande ameaça — seja escanteado.

A direção é um ponto que merece ser elogiado. James Wan colocou todo seu coração aqui e entregou cenas de tirar o fôlego. Assim como no primeiro, o visual também está deslumbrante. Atlântida continua deslumbrante e o CGI permanece muito bem feito, o que se tornou quase uma exceção para os filmes de herói atuais. A trilha sonora também não deixa a desejar e representa bem o personagem de Momoa.

Aquaman 2: O Reino Perdido é uma feliz despedida para um universo compartilhado que teve mais erros do que acertos. O filme é uma aventura divertida que apresenta uma importante mensagem sobre cuidado ambiental, chegando aos cinemas no momento certo, dado as recentes ondas de calor e as preocupantes mudanças climáticas.

O segredo que todo mundo quer saber

Desde que foi anunciado, muito se perguntou sobre como seria a participação de Amber Heard, que dá vida a Mera, interesse amoroso do herói. A atriz se viu no meio de uma série de polêmicas durante o seu julgamento com o ex-marido, o ator Johnny Depp.

Amber, que havia acusado o ex de agressão doméstica, foi condenada por difamação. O processo se tornou um fenômeno midiático e gerou revelações constrangedoras, como a de que a atriz teria defecado na cama do casal enquanto ainda era casada.

Depois de toda essa história, os fãs esperavam que ela estivesse fora da continuação, mas, para a surpresa de todos, os trailers já confirmavam que não era esse o caso. Mera retorna no segundo filme, agora casada com Arthur e mãe de um filho.

Mesmo não tendo tanto tempo de tela quanto em 2018, a personagem ainda desempenha um papel importante em certos momentos. Para infelicidade de alguns e alegria de outros, a vida pessoal da atriz não afetou em nada seu papel, fazendo com que o Aquaman possa ficar despreocupado quanto a possíveis episódios escatológicos.

*Sob a supervisão do editor Jefferson Domingos

exclamção leia também