29º Salvador, Bahia
previsao diaria
Facebook Instagram
WHATSAPP
Receba notícias no WhatsApp Entre no grupo do MASSA!
Home / Entretenimento

Absurdo! - 11/07/2023, 19:37 - Dara Medeiros - Atualizado em 11/07/2023, 20:17

Aila Menezes detona motel após entrar em piscina "cheia de esperma"

A cantora ainda acusa o Motel Del Rey de transfobia

Artista se revolta com motel
Artista se revolta com motel |  Foto: Reprodução/Redes Sociais

A cantora Aila Menezes usou as redes sociais para detonar um motel de Salvador. Acompanhada pelos advogados, a artista colocou a boca no trombone e deu detalhes da experiência “traumatizante” que viveu entre os dias 4 e 5 de julho aos seguidores. No vídeo, ela acusou o Motel Del Rey, no bairro Armação, em Salvador, de não higienizar os quartos do local e mostrou a piscina da suíte “cheia de espermatozóide”. Aila também acusa o estabelecimento de cometer transfobia com a pessoa que estava acompanhando ela.

Aila Menezes chamou atenção para o risco de saúde que sofreu ao entrar na suíte suja. “Não poderia deixar de expor tamanha negligência com a higiene, os cuidados básicos de um motel, e principalmente um ATENTADO CONTRA A SAÚDE, E A VIDA! Sou imunossuprimida, e tenho vários problemas autoimunes! Eu e a outra pessoa poderíamos ter nos contaminado gravemente com o sêmen! IST’S, DSTS, HIV não são uma ilusão”, desabafou.

Assista a cantora mostrando as condições em que a piscina estava:

A artista se identifica como Panssexual, que é quando uma pessoa sente atração por outras pessoas independentemente de seu sexo ou identidade de gênero, e alega que a pessoa que estava com ela sofreu preconceito. O motel teria alegado que o sêmen encontrado no quarto teria sido dessa acompanhante e ela teve que “provar” que não tinha pênis. “Pra piorar a situação, precisei praticamente provar que a pessoa que estava comigo tinha vagina! O nome disso é TRANSFOBIA!!”, disparou.

Além do acompanhamento jurídico, Aila precisou tomar remédios contra as Infecções Sexualmente Transmissíveis (IST) e buscou ajuda psicológica depois das cenas de terror que viveu. “Sigo agora cuidando do meu psicológico, tomando as medicações necessárias para me proteger, dando toda assistência a outra pessoa envolvida, e com o processo judicial ATIVO!”, concluiu.

O Portal MASSA! entrou em contato com o estabelecimento e até o fechamento da matéria não teve retorno.

exclamção leia também