29º Salvador, Bahia
previsao diaria
Facebook Instagram
WHATSAPP
Receba notícias no WhatsApp Entre no grupo do MASSA!
Home / Boca De Me Dê

Resenha pesada! - 02/02/2024, 00:00 - Da Redação- Atualizado em 02/02/2024, 12:54

Boca de Me Dê: o pedágio da entidade, o cruel e a devassa

Essa coluna chegou cheia de fofoca

Se ligue nesse esquema barril
Se ligue nesse esquema barril |  Foto: Reprodução

Chegou a coluna mais bocuda da Bahia, viu? Se liga, papai!

O PEDÁGIO DA ENTIDADE

Tem um esquema já batizado de Santíssima Trindade que anda tomando conta dos contratos na Bahia e que vale as autoridades maiores ficarem de olho. Tem um órgão responsável por obras que se utiliza, principalmente em Salvador, do Príncipe Dinho. Este, responsável por cobrar o "pedágio", arrecada dos contribuintes que decidem se tornar clientes. Os contribuintes que são agraciados com a visita do Príncipe têm direito a uma espécie de "Sem Parar" e se enchem de vantagens. Os que pretendem ganhar as benesses precisam entrar na fila, que não anda!

A DEVASSA

Chega a esta coluna que breve irá ocorrer uma devassa nos contratos das empresas que trabalham com locação de veículos e possuem contratos com Governo e prefeituras. Órgãos fiscalizadores já estão com uma lista na mão checando os valores e os possíveis padrinhos nas transações. Aguardem. Vem bomba por aí após a folia!

O CRUEL

Denúncias e reclamações contra João Gualberto não param de chegar a esta coluna. O povo de Mata de São João não aguenta mais o empresário metido a coronel que usa terceiros para garantir a conveniência do seu jogo político. Depois do teto que caiu e dos desmandos com a população, ele já se picou pra Portugal. Este, que quer empurrar guela abaixo o substituto da barraca e usar seus negócios para mandar na cidade deve, em breve, responder pela bagunça que anda fazendo. Estamos de olho!

BALA DIRETA

Adolfo Menezes (PSD), o preferido dos deputados, não quis saber de mandar recado por ninguém, não. Ele mesmo largou a zorra dele e disse estar de olho em Rosemberg (PT) e Ivana Bastos (PSD), que volta e meia são cotados para a sucessão da Alba. Em um evento, no começo da semana, o presida ‘brincou’ que não cumprimentaria os aliados porque eles estavam de olho em sua cadeira.

A ARMA DO PALHAÇO

Quem disse que palhaço não tem arma? Pois bem. Um certo animador de picadeiro que sonha com a Prefeitura de Salvador já tem uma estratégia para tentar atrair vereadores para a sua candidatura. A arma está guardada, ele não conta a ninguém, mas já conversa para saber como operar o milagre para puxar os parlamentares pra sua barca furada.

AS GARRAS DA DOUTORA

Tem uma doutora aí doida pra abocanhar uma vaguinha de candidata em uma cidade no sul da Bahia. Bem colocada na única experiência que teve nas urnas, ela já atua nos bastidores para botar o nome na boca do povo novamente, mesmo tendo resistência dentro do próprio partido. Será que ela consegue?

INTRUSO RECLAMÃO

Tem um querido muito do ‘reclamão’, na gíria popular, que todo santo dia tenta fazer um levante contra a candidatura de um querido desprestigiado em Salvador. Intruso dentro do partido, ele bate o pé nas redes de que é um erro caminhar com um certo Juninho, e que o cabra não é de confiança alguma. Ele promete que vai mover céus e terras, mesmo sem ter voz nenhuma.

BA X VI EM CAMAÇARI

Em papo descontraído com essa coluna, um político experiente destacou que Camaçari deve ter uma das disputas mais porretas nas eleições de outubro. O embate Caetano (PT) versus Flavio Matos (União Brasil) será briga de cachorro grande, com os dois mega favoritos. Contaram pra essa coluna que já tem até um rapaz espalhando por aí que foi o escolhido pra ser secretário de Turismo. Abra o olho Caetano!

exclamção leia também