29º Salvador, Bahia
previsao diaria
Facebook Instagram
WHATSAPP
Receba notícias no WhatsApp Entre no grupo do MASSA!
Home / Cidades

Crise no Bradesco - 09/11/2022, 18:39 - Tabitha Gomes

Vereador questiona fechamento de agências do Bradesco

Uma manifestação ocorreu nesta quarta-feira (09), com o apoio e participação do vereador e presidente do Sindicato dos Bancários Augusto Vasconcelos

Augusto Vasconcelos questiona fechamento de agências do Bradesco com manifestação
Augusto Vasconcelos questiona fechamento de agências do Bradesco com manifestação |  Foto: FOTO DE DIVULGAÇÃO

O vereador e presidente do Sindicato dos Bancários da Bahia, Augusto Vasconcelos (PCdoB), participou de uma manifestação em frente ao Banco do Bradesco, localizado no Campo Grande, em Salvador, na manhã desta quarta-feira (09/11).

A manifestação aconteceu em protesto à uma denúncia sobre felchamento de agências e demissão em massa que, por decisão do banco, está para acontecer em todo país até o dia 18 de novembro.

O Banco Bradesco, que carrega o título de segundo maior banco privado do Brasil, tem sido alvo de diversas denúncias feitas pelos trabalhadores e clientes.Os usuários alegam apenas interesses lucrativos por parte da instituição, desconsiderando, inclusive, os direitos trabalhistas.

Durante o protesto, foi anunciado que na Bahia,o número de agências fechadas seriam sete, sendo que duas estão localizadas na capital baiana. “O Bradesco, apesar de ter lucrado 22 bilhões de reais em 9 meses, promove o fechamento de 115 agências no país, desliga trabalhadores e ainda impede os clientes de acessarem as unidades, empurrando-os para os canais de autoatendimento”_, publicou Augusto em suas redes sociais.

Outro fato que foi além das demissões e fechamento das agências, foi comunicado que clientes estão sendo barrados e proibidos de entrarem nas unidades do banco. Os relatos ainda contam que vigilantes foram retirados de algumas agências, o que ocasiona em diversas ocorrências e coloca a integridade física da população e dos bancários em risco.

No texto divulgado no site do Sindicato dos Bancários da Bahia, a associação afirma que há diversas consequências por trás dessa decisão do banco. “O fechamento sobrecarrega ainda mais os funcionários e, consequentemente, aumenta o índice de adoecimento. Também prejudica os clientes que são obrigados a se deslocar para outro bairro, às vezes outro município”, afirma um trecho do texto.

exclamção leia também