25º Salvador, Bahia
previsao diaria
Facebook Instagram
WHATSAPP
Receba notícias no WhatsApp Entre no grupo do MASSA!
Home / Cidades

Ação na Faixa de Dutos - 15/08/2023, 20:26 - Larissa Falcão

Transpetro fará ação sobre segurança na Faixa de Dutos

O evento acontecerá nesta quarta (16), nos municípios de Madre de Deus e Jequié, contando com atividades lúdicas, oficinas e ações

A Transpetro promoverá nesta quarta-feira (16) nos municípios de Madre de Deus e Jequié, uma mobilização com ações para conscientizar a população sobre importância da preservação das faixas por onde passam dutos de combustíveis em todo país. O evento acontecerá das 10h às 16h, e contará com atividades lúdicas, oficinas e ações conjuntas com órgãos de emergência.

A ação acontece no Dia da Segurança na Faixa de Dutos, conhecido como Dia do 168, criado pela companhia com objetivo de alertar sobre a necessidade de manter a integridade dos dutos e divulgar o telefone 168, canal oficial para contato direto com a população.

Com o objetivo de estreitar o relacionamento comunitário, a Transpetro fechou parcerias com diversos órgãos públicos e organizações privadas para ofertar uma série de serviços relevantes e gratuitos aos moradores vizinhos às faixas dos dutos operados pela empresa.

As ações ocorrerão nos estados de Alagoas, Amazonas, Bahia, Ceará, Espírito Santo, Minas Gerais, Paraná, Pernambuco, Rio de Janeiro, Rio Grande do Sul, Santa Catarina, São Paulo e Sergipe, além do Distrito Federal. Serão ofertados desde a emissão de documentos até exames laboratoriais, passando por serviços jurídicos e de beleza. Tudo oferecido por meio de parcerias firmadas com as prefeituras locais, Sebrae, OAB, Senai, PoupaTempo e Hemocentro, entre outras instituições.

“Esta ação reflete o compromisso da Transpetro com a segurança e com as pessoas. Para nós, isso é fundamental, dentro e fora da companhia. O transporte dutoviário é que garante que diariamente as pessoas se locomovam em seus veículos, recebam encomendas e viajem de avião. E essa operação é garantida pela logística segura oferecida pela companhia. A manutenção dessa segurança também depende da colaboração da população, que vive ao longo das faixas de dutos, por isso a mobilização comunitária é fundamental”, explica o presidente da Transpetro, Sérgio Bacci.

A relevância do relacionamento comunitário contínuo é destacada também pela gerente setorial de Responsabilidade Social da Transpetro, Juliana Assis. "A Transpetro se relaciona de forma perene com as comunidades. Operamos cerca de 8.500 quilômetros de faixas de dutos pelo país e estamos presentes na vida de centenas de milhares de pessoas que habitam terrenos vizinhos às nossas instalações, desde Coari, no Amazonas, até Rio Grande, no Rio Grande do Sul. Para isso, desenvolvemos diversos projetos que impactam a vida de 800 comunidades em todo o Brasil. Nossa intenção é reforçar ainda mais a importância da responsabilidade social da companhia nos próximos anos."

O tridígito 168, criado há seis anos, é o canal onde a população que é vizinha aos dutos pode enviar dúvidas e sugestões ou comunicar qualquer movimentação suspeita nas faixas e em terrenos próximos, como atividades noturnas, cheiro forte de combustível e presença de carros e pessoas com mangueiras e outros equipamentos. O anonimato é garantido, a ligação égratuita e o telefone funciona 24 horas por dia, sete dias por semana.

Queda nos casos de furto de combustível

O número de derivações clandestinas – como são chamados os furtos de combustível nos dutos – vem caindo nos últimos anos. O que tem garantido essa redução é o trabalho conjunto entre Transpetro e forças de segurança nos estados, o apoio da população com denúncias pelo canal 168 e as ações de responsabilidade social desenvolvidas pela companhia. Contudo, os riscos causados por qualquer dano às instalações permanecem grandes.

A companhia registrou uma queda no número de furtos de 201, em 2020, para 58, em 2022, como resultado do empenho da Transpetro em atuação conjunta com autoridades e órgãos de segurança pública, além do apoio da comunidade. No entanto, um único acidente é capaz de trazer consequências graves, como incêndios, explosões, vazamentos, poluição e contaminação de áreas ambientalmente sensíveis. Por isso, a Transpetro segue atuando na conscientização e prevenção, alertando para os riscos dos atos criminosos.

168 em Cores

Além dos serviços de cidadania, a Transpetro também vai realizar uma nova etapa do projeto “168 em Cores”, que consiste na pintura de grafite em muros de localidades vizinhas aos dutos operados pela Transpetro. Artistas locais farão desenhos alusivos ao tema de segurança em dutos com o objetivo de aumentar a confiança na segurança dos dutos; sensibilizar moradores nos cuidados com o local; criar empatia com a marca e aumentar a reputação da empresa; e promover a comunidade por meio de trabalhos artísticos.

exclamção leia também