27º Salvador, Bahia
previsao diaria
Facebook Instagram
WHATSAPP
Receba notícias no WhatsApp Entre no grupo do MASSA!
Home / Cidades

- 01/07/2023, 17:17 - Da Redação

Tradicional Te Deum retorna à Catedral Basílica de Salvador

Cerimônia foi presidida pelo Cardeal Dom Sérgio da Rocha ao som do Coral da Irmandade do Senhor do Bonfim

Imagem ilustrativa da imagem

Celebração que abre o início das comemorações pela Independência do Brasil na Bahia, o tradicional Te Deum, foi realizado na manhã deste sábado (1), na Catedral Basílica de Salvador, Terreiro de Jesus, Centro Histórico da capital baiana.

O Cardeal Dom Sérgio da Rocha presidiu a cerimônia, que teve o som do Coral da Irmandade do Senhor do Bonfim, regido pelo Maestro Francisco Rufino. Autoridades civis e militares estiveram presentes no evento, que faz parte e marca o bicentenário da Independência da Bahia.

Imagem ilustrativa da imagem Tradicional Te Deum retorna à Catedral Basílica de Salvador
Foto: Shirley Stolze/ Ag. A TARDE

O Te Deum retornou, este ano. para a Catedral Basílica de Salvador, sede do arcebispo-primaz do Brasil. Em 2022 tinha sido realizado na Igreja de Nossa Senhora do Rosário dos Pretos, após dois anos sem a cerimônia por causa da pandemia. Em latim o Te Deum significa “A Ti, Deus”, louvor antigo da Igreja Católica, entoado apenas em ocasiões especiais.

De acordo com Dom Sérgio da Rocha, o Te Deum reconhece que Deus é o senhor da história. “Por isso, realizamos por intermédio dele a homenagem e agradecimento aos personagens históricos que marcaram a Independência do Brasil na Bahia, que deve ser acompanhada deste louvor a Deus, de ação de graças porque é ele quem nos conduz”, disse.

Imagem ilustrativa da imagem Tradicional Te Deum retorna à Catedral Basílica de Salvador
Foto: Shirley Stolze/ Ag. A TARDE

Dom Sérgio destacou também, que personagens da igreja fizeram parte do processo de independência.

“A igreja sempre defendeu valores como a liberdade verdadeira, sobretudo frente à opressão. O próprio Te Deum expressa que aquele momento foi vivido com fé, senão não teríamos esse hino já entoado naquele tempo. A catedral é a igreja mãe de toda a arquidiocese e de todo o Brasil, então há um sentido muito grande que, na celebração dos 200 anos da independência, estejamos nos reunindo aqui”.

Hino da Liturgia das Horas, o Te Deum é rezado aos domingos e dias solenes. O hino foi composto por Santo Ambrósio e Santo Agostinho, no ano de 387, em Milão, por causa do batismo de Santo Agostinho. Logo na primeira estrofe é proclamado: “A Ti, Deus, louvamos, a Ti, Deus, cantamos. A ti, Eterno Pai, adora toda a terra”.

Imagem ilustrativa da imagem Tradicional Te Deum retorna à Catedral Basílica de Salvador
Foto: Shirley Stolze/ Ag. A TARDE

exclamção leia também