31º Salvador, Bahia
previsao diaria
Facebook Instagram
WHATSAPP
Receba notícias no WhatsApp Entre no grupo do MASSA!
Home / Cidades

Vixe - 30/01/2024, 12:01 - Da Redação- Atualizado em 30/01/2024, 14:12

Trabalhadores 'na bronca' protestam contra fechamento do Carrefour

Fechamento das lojas, apontam que a empresa teria enganado a CVM e o CADE

Em 26 de dezembro de 2023 o Carrefour anunciou o fechamento de lojas na Bahia, Ceará, Minas Gerais e Rio Grande do Sul.
Em 26 de dezembro de 2023 o Carrefour anunciou o fechamento de lojas na Bahia, Ceará, Minas Gerais e Rio Grande do Sul. |  Foto: Divulgação | Sintrasuper

Trabalhadores que atuam no setor de supermercados protestam nesta terça-feira (30), contra o fechamento da rede Carrefour na Bahia e, consequentemente, a demissão de cerca de 4 mil trabalhadores. A manifestação acontece no Bompreço da Avenida Centenário.

Em 26 de dezembro de 2023 o Carrefour anunciou o fechamento de lojas na Bahia, Ceará, Minas Gerais e Rio Grande do Sul.

De acordo com a Sintrasuper, sindicato que representa os trabalhadores de supermercados em Salvador, o fechamento das lojas, apontam que a empresa teria enganado a Comissão de Valores Mobiliários ( CVM ) e o Conselho Administrativo de Defesa Econômica (CADE), que na época foram responsáveis por analisar a aquisição, além de considerar traição contra a população dos estados afetados pelo fechamento.

Rosa de Souza, presidente do Sintrasuper destaca a atitude do Carrefour. “Na medida em que adquire as operações de uma empresa e na sequência fecha suas lojas, o Carrefour joga no lixo o compromisso econômico e social.” A presidente também ressaltou como o fechamento atinge os funcionários. “Perdem os trabalhadores que serão demitidos e suas famílias, com impacto na vida de 16 mil pessoas, mas perde também o Estado, que deixa de arrecadar ICMS e a sociedade baiana, na medida em que o fechamento de supermercados representará maior concentração do setor e redução da concorrência, com impacto nos preços dos produtos.”

O Sintrasuper está movimento os setores políticos da Bahia para que o fechamento possa ser interrompido, e também está passando um abaixo-assinado contra a decisão do Carrefour.

exclamção leia também