32º Salvador, Bahia
previsao diaria
Facebook Instagram
WHATSAPP
Receba notícias no WhatsApp Entre no grupo do MASSA!
Home / Cidades

Pra não se perder - 07/01/2023, 13:40 - Everton Santos

Salvamar distribui pulseiras de identificação para crianças no Verão

agentes iniciaram a identificação dos pequenos

Salvamar estará auxiliando famílias no verão
Salvamar estará auxiliando famílias no verão |  Foto: Lucas Moura/Secom

A Coordenadoria de Salvamento Marítimo (Salvamar), vinculada à Secretaria Municipal de Ordem Pública (Semop), vai promover, durante o Verão, a distribuição de pulseirinhas de identificação para menores de idade. Os agentes estarão em pontos específicos das praias de Salvador e a ação neste período, que também é de férias para os pequenos, visa alertar os pais ou responsáveis, já que as praias costumam estar mais lotadas e o risco de crianças perdidas é grande.

Nesta sexta-feira (06), os agentes iniciaram a identificação dos pequenos na praia de Piatã, onde famílias aproveitavam a manhã de sol na capital baiana. Direto de Ipirá, a família do lavrador Crispim Silva, de 40 anos, tirou o dia para curtir a praia. Ele contou que sempre procura praias calmas ou com salva-vidas e, na ocasião, aproveitou para solicitar a identificação das filhas Melissa e Nicole, de 8 e 4 anos, respectivamente. “Eu acho muito legal essa ação de identificação das crianças, porque se elas se desprenderem da gente, já tem o contato de telefone nelas e é mais fácil encontrar”.

A dona de casa Cleidiane Batista estava com os filhos, Endro, de 4 anos, e Cauã, de 3 anos. Ela também avaliou de forma positiva a ação dos agentes. “Tem mãe que não presta atenção, então se a criança se perder, já tem para onde ligar. Essa ação é nota dez”.

A estudante Érica Lima estava curtindo as férias acompanhada da filha Liz, de um ano. “Acho isso muito importante e interessante porque a gente tem muitas famílias que vêm com duas, três crianças, que podem sair correndo, se distanciar, então achei legal a iniciativa”.

Um fator positivo é o material da pulseira, que possibilita que ela seja reutilizada. Nesse período da alta estação, o órgão vai disponibilizar as pulseiras nos postos situados nas áreas onde as ocorrências de crianças perdidas são mais recorrentes.

O chefe de Busca e Salvamento, Luciano Pinho, participa deste tipo de ação há quatro anos. “Geralmente fazemos isso no dia 12 de outubro, Dia das Crianças, mas como percebemos a efetividade, resolvemos estender para alguns dias ao longo do Verão, principalmente na praia de Piatã, onde registramos muitas crianças perdidas. Percebemos a redução quando realizamos ações deste porte, além de alertar os pais para evitar essa situação. As crianças se sentem mais seguras à medida que estão identificadas e, assim, a praia fica mais agradável para todos”.

Cuidados – Mesmo no período mais quente do ano, é importante ter cuidado nas praias. Na faixa de areia, é recomendável procurar um posto com salva-vidas para se orientar sobre o melhor lugar para tomar banho, os locais mais perigosos e onde estão as correntes de retorno, além de evitar as áreas sinalizadas com a bandeira vermelha.

O coordenador da Salvamar, Kailani Dantas, reforça que “água no umbigo é sinal de perigo”. “Se a água passar deste nível, não se arrisque, preserve a sua vida. E ao entrar numa corrente de retorno, uma das dicas é nadar paralelo à praia até que saia da corrente e nunca contra a correnteza, pois certamente você irá cansar e consequentemente se afogar”, destacou.

Outro cuidado importante para os adultos é com o consumo de bebidas alcoólicas. Isso porque o álcool na corrente sanguínea pode gerar uma falsa sensação de capacidade física favorável a enfrentar as ondas e correntezas, o que pode ser perigoso. Sendo assim, o ideal é evitar a combinação álcool e banho de mar.

Estrutura – A Salvamar dispõe de 270 agentes, distribuídos em 35 postos, ao longo de 28 quilômetros de orla, no trecho entre as praias de Jardim de Alah e Ipitanga (próximo ao kartódromo). Outros quatro postos móveis atuam diariamente e servem também a eventos do município. Os profissionais têm a missão de proteger e orientar banhistas e demais frequentadores.

A estrutura de atuação é composta por moto aquática, pranchões, pés-de-pato, máscaras de mergulho, respiradores, capacetes e botes. Os salva-vidas também realizam medidas preventivas, educacionais, de orientação e de salvamento em ambientes aquáticos, evitando afogamentos e preservando a vida de quem estiver em perigo.

Contatos – Em caso de emergência, além do contato direto com os profissionais nas praias, o serviço pode ser acionado através do número (71) 3202-4970. Já nas demais praias fora do trecho Jardim de Alah-Ipitanga, o contato deverá ser feito com o Grupamento Marítimo (Gmar), do Corpo de Bombeiros, pelo número 193.

exclamção leia também