29º Salvador, Bahia
previsao diaria
Facebook Instagram
WHATSAPP
Receba notícias no WhatsApp Entre no grupo do MASSA!
Home / Cidades

Caso RecordTV Itapoan - 14/03/2023, 17:12 - Da Redação

Repórter suspeito de envolvimento no 'golpe do Pix' chega em Salvador

Ex-deputado acusa Marcelo Castro de participar de esquema

Jornalista estava de férias em Dubai e teria antecipado a volta
Jornalista estava de férias em Dubai e teria antecipado a volta |  Foto: Reprodução/Instagram

A investigação sobre um suposto desvio de dinheiro destinado para uma ação social da RecordTV Itapoan estourou no último dia 10 e causou uma repercussão em todo o estado baiano. A bomba foi divulgada pelo Bahia Notícias. Suspeito de envolvimento no esquema, o repórter policial Marcelo Castro, que estava de férias em Dubai, nos Emirados Árabes Unidos, desembarcou em Salvador nesta terça-feira (14).

Marcelo, que é um dos repórteres mais renomados na RecordTV Itapoan, apagou as fotos da viagem aos Emirados do feed do Instagram e teria cancelado um voo para Orlando, nos Estados Unidos. O nome do jornalista foi citado em declaração do ex-deputado Marcell Moraes, divulgada pelo Metro 1 nesta terça-feira (14).

O caso teria sido descoberto depois que o empresário de um jogador de futebol, que passou pelo Bahia, cobrou da emissora o recibo da contribuição para abater no Imposto de Renda. A informação foi divulgada pelo Informe Baiano e confirmada por pelo Portal MASSA!, por uma fonte que afirmou que o pix do atleta teria sido de aproximadamente R$ 70 mil.

Leia mais:

Fim do noivado? Daniela Mazzei apaga fotos com Marcelo Castro

Ao Bahia Notícias, a RecordTV Itapoan informou que "recebeu as denúncias, apura os fatos e tomará todas as medidas legais cabíveis para o caso”. Além disso, o portal informou que uma das linhas de investigações aponta um rifeiro como "elo" entre os funcionários da emissora e as vítimas

De acordo com a Polícia Civil, os suspeitos serão intimados para comparecimento à uma unidade policial. A Delegacia de Repressão aos Crimes de Estelionato por Meio Eletrônico (DreofCiber), com o apoio do Departamento de Crimes Contra o Patrimônio (DCCP), está à frente das investigações. O Portal MASSA! entrou em contato com Marcelo Castro, mas ainda não obteve respostas,

exclamção leia também