28º Salvador, Bahia
previsao diaria
Facebook Instagram
WHATSAPP
Receba notícias no WhatsApp Entre no grupo do MASSA!
Home / Cidades

Vamos votar! - 23/11/2023, 00:09 - Maria Laura S. de Souza- Atualizado em 23/11/2023, 01:11

Projeto Jardim de Chuva LAB é selecionado pelo Educar para Transformar

Até o dia 5 de dezembro, o projeto precisa estar entre os 100 mais votados

Até o dia 5 de dezembro, o projeto precisa estre os 10 mais votados.
Até o dia 5 de dezembro, o projeto precisa estre os 10 mais votados. |  Foto: Reprodução/Site Prosas

O projeto Jardim de Chuva LAB, do movimento Canteiros Coletivos, está entre os 14 finalistas do programa Educar para Transformar 9, concorrendo a 100 mil reais de financiamento em 2024 para beneficiar escolas públicas de Salvador com jardins de chuva. Até o dia 5 de dezembro, o projeto precisa estar entre os 10 mais votados.

Para votar, basta clicar aqui, inserir o endereço de e-mail e confirmar o voto na caixa de mensagem. Um jardim de chuva é uma tecnologia ambiental que visa dar outro rumo a água acumulada de chuvas fortes. De acordo com Débora Didonê, permacultura e gestora dos Canteiros Coletivos, o jardim tem uma espécie de vala de infiltração, e um filtro natural com pedras, areia e terra vegetal que ficam em um desnível de 15cm.

“Em dias de muita, muita chuva, ele pode formar um espelho d’água que vai depois penetrar devagarinho no solo em cerca de dois dias”, completa.

A gestora afirma que esse jardim é benéfico para áreas com muito acúmulo de água, “quando chove, essa água pode ser redirecionada para o jardim, eliminando os empoçamentos na cidade”.

No ambiente escolar, o desenvolvimento desse projeto facilita a construção e manutenção do espaço verde, já que ele não precisa de manutenção regular. “Uma vez que o jardim de chuva ganha corpo, dificilmente precisa de rega e cuidados mais assíduos, além do quê, ele tem uma variedade de plantas e insetos”, indica Débora. Por ser um sistema ecológico, o jardim auxilia na composição do conteúdo curricular dos alunos, trazendo assuntos como o ciclo da água da chuva, tipos de solo e nutrição do solo.

O projeto Jardim de Chuva LAB já tem frutos em Salvador, o Colégio Estadual Profa. Marileine da Silva, na Mata Escura, recebeu dois jardins de chuva há 2 anos atrás, que perduram até hoje. De acordo com Débora, o financiamento permitirá que outras 4 escolas recebam o benefício. “Implantamos o primeiro jardim de chuva de Salvador e com um ano e pouco de vida, ele se apresentou muito mais verde, plantas encorpadas, florido, diversos estudantes tiram fotos, comentam que deixa o ambiente mais bonito e realizam trabalhos lá”, conta Débora.

O projeto também pretende capacitar os professores antes da implantação do jardim, para que os assuntos do currículo estejam em acordo com a ação. “No projeto com o Marileine, os alunos desenvolveram atividades com música, poesia, teatro, usando várias linguagens, vídeos inspirados no jardim de chuva, desde artes até exatas e a questão socioambiental, tudo foi trabalhado”, revela. Ela afirma que a ideia é tirar o estudante da sala de aula e fazer com que eles entendam que o pátio da escola pode ser o próprio laboratório.

exclamção leia também