32º Salvador, Bahia
previsao diaria
Facebook Instagram
WHATSAPP
Receba notícias no WhatsApp Entre no grupo do MASSA!
Home / Cidades

Em setembro - 31/08/2023, 06:20 - Maria Laura S. de Souza

Programa Mulheres Tech beneficia trabalhadoras domésticas em Salvador

Ação tem o objetivo de promover alfabetização e letramento digital para trabalhadoras domésticas

Iniciativa acontece em Salvador, nesse sábado (02), por meio da UNIFACS
Iniciativa acontece em Salvador, nesse sábado (02), por meio da UNIFACS |  Foto: Divulgação

O Programa Mulheres Tech está com inscrições abertas em Salvador. A ação tem o objetivo de promover alfabetização e letramento digital para trabalhadoras domésticas. O programa já funciona em Porto Alegre a agora conta com a participação da Universidade Salvador (UNIFACS), possibilitando a realização na capital. Interessadas podem se inscrever por meio do link https://mulherestech.animahub.com.br/.

A iniciativa começa no dia 2 de setembro no Campus Tancredo Neves, das 09h às 11h. A carga horária total é de 120 horas. As aulas serão ministradas na Universidade por estudantes de Instituições de Ensino Superior (IES). O ensino terá supervisão de professores e profissionais da Themis - Gênero, Justiça e Direitos Humanos, pela Federação Nacional de Trabalhadoras Domésticas (FENATRAD), além do acompanhamento da Ânima Lab Hub, realizadoras da ação em Salvador.

De acordo com Samara Soares Leal, gestora do Ânima HUB, as participantes aprenderão sobre introdução ao mundo e ao pensamento digital, manuseio e utilização de ferramentas tecnológicas básicas de comunicação. “Chamamos de letramento, é a alfabetização digital para ajuda-las no manuseio, na utilização de ferramentas tecnológicas digitais do dia a dia, como um envio de mensagem no WhatsApp, criar uma conta de e-mail, usar ferramentas básicas de trabalho como Word, Excel ou fazer uma pesquisa no Google,”, explica.

Além de facilitar a comunicação, o manuseio dessas ferramentas é importante para se envolver de forma mais ativa nos negócios com informação de qualidade. “Elas vão conseguir mais clientes, conseguir organizar a agenda de trabalho, fazer pesquisas diversas desde direitos trabalhistas a lazer, comprar na internet e divulgar seu trabalho em redes sociais”, lista Samara.

Ela destaca que a conexão digital é necessária para que elas sejam incluídas no contexto tecnológico atual. “Que elas possam usufruir dessas ferramentas comunicativas do dia a dia, e se sintam pertencentes a esse mundo cada vez mais digital”, defende. Ela revela ainda que nos próximos anos há a possibilidade de expandir o ensino para outros públicos, além de trabalhadoras domésticas.

O curso está sendo ministrado pela primeira vez em Salvador. Samara ressalta que ele já foi realizado no Sul do país com três turmas, e afirma que os benefícios vão além do aprendizado. “Temos relatos de que o programa facilitou o dia a dia delas, se sentiram mais pertencentes a esse mundo. A vivência no campus também foi algo muito importante, estarem no ambiente educacional, em uma universidade, algumas delas voltaram com os estudos pelo incentivo a ampliar as perspectivas quanto à formação educacional”, conta.

O programa foi lançado em 2022 e a partir de setembro vai existir em Salvador, Rio de Janeiro, São Paulo, Recife e Porto Alegre. A expectativa é que 180 pessoas participem das atividades. A gestora do Ânima ressalta que especialmente pessoas em situação de vulnerabilidade social que, muitas vezes, infelizmente, ainda têm dificuldade de acesso a ferramentas digitais, tecnologias. “A gente quer trazer essa oportunidade para essas pessoas para que elas também participem desse contexto tão importante de evolução digital que traz acesso e oportunidade e muda, de fato, a vida das pessoas”, conclui.

exclamção leia também