30º Salvador, Bahia
previsao diaria
Facebook Instagram
WHATSAPP
Receba notícias no WhatsApp Entre no grupo do MASSA!
Home / Cidades

Eita - 08/09/2023, 12:28 - Anderson Orrico- Atualizado em 08/09/2023, 12:47

Novo radar barril dobrado é capaz de multar 30 carros por minuto

Equipamento tem mira a laser e capacidade de diferenciar veículos por tamanho

Super-radar é fabricado pela Lasertech Brasil
Super-radar é fabricado pela Lasertech Brasil |  Foto: Divulgação/PRF

Um novo radar, do tipo pistola, adotado pelos agentes de trânsito do Brasil, é capaz de identificar até três veículos por segundo que estejam em até 322 km/h de velocidade e distância de 650 metros. O equipamento é barril dobrado na aplicação de multas e consegue disparar até 30 autuações por minuto.

O dispositivo é o Trucam e tem mira a laser e sensor de movimento. A fabricante Lasertech Brasil diz que fornece sensores a laser para a Nasa.

O radar tem a capacidade de diferenciar os veículos por tamanho, de forma automática, e multá-los individualmente, de acordo com a velocidade-limite para cada categoria. O equipamento identifica até três veículos por segundo, sejam eles motos, carros, ônibus ou caminhões. Além disso, ele também mede a velocidade, calcula a distância entre cada veículo, fotografa e faz vídeo do infrator.

Regras para uso do radar

No Brasil, existem regras específicas para o uso dos radares. A Resolução 798 do Conselho Nacional de Trânsito (Contran), regulamenta que a distância entre dois radares, independente do modelo, deve ser, no mínimo, de 500 metros nas cidades e em trechos de vias rurais com características de via urbana.

Ainda de acordo com a Resolução 798, são necessários outros requisitos para que os dados obtidos pelos radares sejam aceitos. Entre eles, a vistoria dos equipamentos, que deve ser realizada, obrigatoriamente, a cada 12 meses e ter o modelo aprovado pelo Instituto Nacional de Metrologia, Qualidade e Tecnologia (Inmetro).

Caso o motorista identifique que o radar utilizado para aplicar a multa esteja mais de um ano sem inspeção, ele poderá juntar provas e solicitar o cancelamento da penalidade.

exclamção leia também