26º Salvador, Bahia
previsao diaria
Facebook Instagram
WHATSAPP
Receba notícias no WhatsApp Entre no grupo do MASSA!
Home / Cidades

Domingos remunerados? - 18/08/2023, 16:38 - Da Redação - Atualizado em 18/08/2023, 21:06

Não pagou o domingão de trabalho no posto? Sindicato está na bronca

De acordo com entidade, patrões insistem em não pagar os domingos trabalhados

Sindicato patronal orientou o pagamento do reajuste salarial aplicando-se o percentual de 4,18% (IPCA) aos salários vigentes
Sindicato patronal orientou o pagamento do reajuste salarial aplicando-se o percentual de 4,18% (IPCA) aos salários vigentes |  Foto: Reprodução / Divulgação

O Sindicato dos Trabalhadores em Postos de Combustíveis da Bahia (SINPOSBA) pontua que os patrões estão "alheios às diversas tentativas de negociação e mediação na Superintendência Regional do Trabalho e Emprego do Ministério do Trabalho (SRTE) visando um acordo nesta Campanha Salarial 2023/2024". De acordo com a entidade, os patrões insistem em não pagar os domingos trabalhados inviabilizando a assinatura da nossa Convenção Coletiva de Trabalho.

Mesmo antes da assembleia da categoria, em 4 de agosto, que aprovou a proposta apresentada na SRTE, os patrões divulgaram uma circular, no dia 3 de agosto, comunicando aos revendedores "inverdades sobre a postura da Diretoria do nosso sindicato em não aceitar propostas acordadas em mesa, confundindo sua categoria de que o impasse teria criado pelo SINPOSBA, sem no entanto, admitirem que o acordo não foi ainda viabilizado porque não aceitam pagar os domingos trabalhados".

Leia mais: Urgente! Advogado de Cid ferra Bolsonaro e 'entrega' esquema do rolex

Confira: Lula liga para Jerônimo após assassinato de Mãe Bernadete

Veja também: Comandante agiu como X-9 após chamar Xandão de “vagabundo”

De acordo com SINPOSBA, o sindicato patronal orientou o pagamento do reajuste salarial aplicando-se o percentual de 4,18% (IPCA) aos salários vigentes em 1⁰ de maio do ano passado e na ajuda alimentação, sendo que o apresentado em mesa na SRTE é a seguinte proposta: reajuste com duas faixas de piso; 7% aplicado no piso de funcionários de lojas de conveniências, vigia, servente, lavador e enxugador. Reajuste de 5,3% aplicado aos demais pisos e todas as funções com piso não estabelecido. E ajuda alimentação no valor de R$ 380,00.

A diretoria do sindicato alertou a categoria em relação a notícias falsas. "Nossa mobilização continua em cada local de trabalho e nosso objetivo é assinar uma Convenção que garanta e respeite nossos direitos. Com essas atitudes intransigentes os patrões insistem em não melhorar as condições de trabalho da nossa categoria, se beneficiando dessa prática para explorar os serviços prestados aos domingos gratuitamente. Não se trata de questão financeira, pois o setor vai muito bem economicamente. Enquanto isso, os trabalhadores saem de suas casas para trabalhar aos domingos e feriados sem qualquer tipo de remuneração, " afirmou o presidente do Sinposba Antonio José dos Santos.

exclamção leia também