22º Salvador, Bahia
previsao diaria
Facebook Instagram
WHATSAPP
Receba notícias no WhatsApp Entre no grupo do MASSA!
Home / Cidades

A festa retornou - 10/01/2023, 09:20 - Amanda Souza

Na volta da festa, Lavagem do Bonfim terá 545 ambulantes

Cadastramento foi feito pela Secretaria Municipal de Ordem Pública (SEMOP).

Pelo menos 545 ambulantes, entre baianas, vendedores para isopor e comida já se cadastraram e vão trabalhar na Lavagem do Bonfim no próximo dia 12. O cadastramento foi feito nessa segunda-feira pela Secretaria Municipal de Ordem Pública (SEMOP).

"Montamos uma operação com os nossos colaboradores, para atender os comerciantes informais com uma melhor qualidade e agilidade nesse processo de inscrição. Pedimos o apoio dos ambulantes que já conhecem as regras, para que trabalhem dentro do que a lei permite, e que possamos ter uma festa segura e tranquila para todos.", pontua o Secretário de Ordem Pública, Omar Gordilho.

Os portões da sede da SEMOP, no Santo Inácio, foram abertos às 8h10 e permaneceram assim até as 17h; os comerciantes foram alocados de acordo com a ordem de chegada para realizar o cadastro e, em seguida, cada um deles recebeu o seu Documento de Arrecadação Municipal (DAM), que deverá ser pago em até um dia útil para efetivar o cadastro.

O valor das licenças é variável de acordo com o tipo de comércio para o dia da festa. É cobrado R$ 25,06 para tabuleiro de baiana e R$ 35,47, para isopor de bebidas, podendo chegar até R$451,13 para food truks, acima de 10 metros de comprimento. O DAM é emitido em nome do comerciante licenciado e é intransferível, de maneira que a autorização pode ser cassada ou revogada pela SEMOP em caso de qualquer irregularidade constatada.

Os comerciantes também foram alertados sobre a possível apreensão de materiais irregulares que venham a ser encontrados pelas equipes de fiscalização. Não será permitida a comercialização de produtos em carros de mão, carros-prancha, fogareiros, caixotes, churrasqueiras, nem bebidas pré-preparadas artesanalmente. Também é proibido o uso de embalagens reaproveitadas de vidro, alumínio ou louças, que devem ser substituídas por descartáveis.

Em caso de apreensão desses materiais, as equipes de fiscalização os encaminharão para o Setor de Guarda de Bens Apreendidos (Segub), na Avenida San Martin, na sede da Guarda Civil Municipal. Para recuperar o material será preciso comparecer à Segub depois do encerramento da festa levando documento de identidade, auto ou lacre de apreensão, mediante pagamento de multa que podem chegar a R$145,98.

exclamção leia também