28º Salvador, Bahia
previsao diaria
Facebook Instagram
WHATSAPP
Receba notícias no WhatsApp Entre no grupo do MASSA!
Home / Cidades

Vai ter que se explicar! - 19/10/2022, 20:29 - Louise Batista

MPT investiga empresário suspeito de assédio eleitoral

Adelar Eloi Lutz foi acusado de orientar funcionárias a colocar celular no sutiã para filmar voto na BA

Empresário diz que tudo era uma brincadeira
Empresário diz que tudo era uma brincadeira |  Foto: Foto: Reprodução/ Instagram

O empresário acusado de orientar funcionárias a colocar o celular no sutiã para filmar voto no oeste na BA, utilizou as redes sociais nesta quarta-feira (19), para explicar que tudo se tratava de uma brincadeira.

O suspeito que queria que suas colaboradas comprovassem que tinha seguido a indicação de voto dele, falou no vídeo compartilhado no seu instagram, que alguns de seus funcionários têm familiares que apoiam o candidato à presidência do partido oposto ao que ele vota.

"Eu tenho gente que está trabalhando aqui que a família toda é PT, eu botei para fora? Eu não, só disse que tem que analisar e tal, mas não por isso, não tem pressão nenhuma", disse.

A investigação do MPT

O MPT disse que já identificou a circulação de áudios em redes sociais em que Adelar confessa uma série de atos ilegais envolvendo a coerção de trabalhadores a votar em determinado candidato à Presidência, além de já ter expedido uma recomendação para que o suspeito reitere as práticas legais.

Ainda sobre investigação do MPT, foi encaminhado também um ofício ao Ministério Público eleitoral com o relato dos fatos para que possa também adotar as medidas cabíveis. E realizado também termo de ajuste de conduta para ser entregue ao autor das declarações ilegais para que seja negociado logo na primeira audiência.

exclamção leia também