25º Salvador, Bahia
previsao diaria
Facebook Instagram
WHATSAPP
Receba notícias no WhatsApp Entre no grupo do MASSA!
Home / Cidades

III Marcha das Mulheres Indígenas do Brasil - 10/08/2023, 06:40 - Amanda Souza

Movimento promove campanha para arrecadação de recursos para a Marcha

O evento ocupará a capital federal e a presença das indígenas do estado é super importante

O evento ocupará a capital federal e a presença das indígenas do estado é super importante.
O evento ocupará a capital federal e a presença das indígenas do estado é super importante. |  Foto: Fábio Pozzebom / Agência Brasil

Entre os dias 11 e 13 de setembro acontece, em Brasília, a III Marcha das Mulheres Indígenas do Brasil. Para garantir a presença das mulheres dos povos indígenas da Bahia, o Movimento Unido dos Povos e Organizações Indígenas da Bahia (Mupoiba) está promovendo uma campanha em busca de recursos. Com o tema "Mulheres Biomas em Defesa da Biodiversidade pelas Raízes Ancestrais", O evento ocupará a capital federal e a presença das indígenas do estado é super importante.

Patrícia Krinsi, liderança do povo Pankareré, é co-coordenadora geral do Mupoiba e explica a importância das mulheres comparecerem. “Todos os estados levam suas delegações de coletivos de mulheres, lideranças, professoras etc. para esse encontro”, explica. “Elas acampam, se reúnem e terão três dias de plenária com temáticas importantes para o fortalecimento das políticas, sustentabilidade, educação, saúde etc.”, conclui Patrícia.
Como liderança, ela defende ainda que levar o maior número possível de indígenas da Bahia é indispensável. “Para que elas possam, juntas, encaminhar documentos e buscar organizações para seus territórios e motivação para não desistir e lutar sempre em relação aos seus direitos”, diz.

A campanha, que começou na terça-feira (8), ainda não arrecadou muito, segundo Patrícia. “Precisamos intensificar”, garantiu. Ainda segundo ela, a busca de recursos visa arcar com transporte e ajuda de custo para alimentação durante a viagem. “Nossa intenção é levar 1000 [mulheres indígenas], com 22 ônibus. Caso não consigamos, levaremos as que der”, diz Patrícia. O Mupoiba está negociando os ônibus com o Governo do Estado. Patrícia explica que o ideal seria conseguir 22 ônibus para atender a todos os territórios. Mas, de maneira emergencial, eles gostariam de ter, pelo menos, 4 ônibus para cada região (norte, sul e extremo sul); e 1 ônibus para cada uma das outras regiões (oeste, sudoeste e Região Metropolitana de Salvador).

Os interessados em ajudar a campanha por meio de doações podem qualquer valor por meio do PIX (chave e-mail em nome de Jumara Teodora da Silva; [email protected]). Para maiores informações sobre essa e outras formas de ajudar, é possível buscar o Mupoiba por meio do perfil do movimento no instagram (@mupoiba). “[Vamos levar] nossas mulheres baianas, indígenas, para fazer um grande momento junto com outros estados, conhecendo melhor a cultura do outro”, diz Patrícia.

exclamção leia também