26º Salvador, Bahia
previsao diaria
Facebook Instagram
WHATSAPP
Receba notícias no WhatsApp Entre no grupo do MASSA!
Home / Cidades

Vai pagar não é? - 20/10/2022, 09:37 - Everton Santos

Médicos da UPA de San Martin denunciam 4 meses sem salários

Secretaria de Saúde de Salvador culpa empresa por atrasos

UPA de San Martin
UPA de San Martin |  Foto: Divulgação

Imagine ter que trabalhar durante quatro meses e não receber um único centavo por isso? Complicado, né? Porém, é por essa situação que os médicos que prestam serviço na Unidade de Pronto Atendimento (UPA) em San Martin, em Salvador, afirmam estar passando. Um verdadeiro descaso ao profissional de saúde.

A denúncia do atraso salarial foi feita ao site Bahia Notícias, e os profissionais que trabalham na unidade disseram que os atrasos chegam a quatro meses e teve início em julho.

O Instituto Brasileiro de Desenvolvimento da Administração Hospitalar (IBDAH) é a empresa responsável pela gestão do local. Segundo informaram alguns médicos que trabalham na UPA, a empresa não faz mais a gestão do local, e deixou o vencimento dos profissionais em aberto.

"Eles perderam a licitação e saíram. Após eles saberem que iria entrar outra empresa, o pagamento não foi efetuado", apontou.

Ainda segundo o relato dos médicos, o Sindimed, sindicato da classe, já foi informado sobre o caso. Depois de negociações feitas com a participação do Ministério Público do Trabalho (MPT), ficou estabelecido que a Secretaria Municipal de Saúde (SMS) faria o pagamento, depois que fosse apresentado os valores devidos aos médicos.

"[Além disso], a gente fez a proposta de fazer uma paralisação de atendimento de fichas vermelhas. Na unidade já vinha sem medicação e sem leitos, seria pelas condições de trabalho e pagamento. O sindicato não apoiou e tiveram algumas reuniões com a prefeitura e a empresa, além do MPT", contou um dos médicos ao BN.

E ai como fica?

Ao ser questionado sobre a situação, o Sindimed afirmou que "já venceram também setembro e 4 dias de outubro, pois no dia 5 mudou a empresa que faz a gestão da unidade".

"Desde agosto, o Sindimed e os médicos aguardam o cumprimento do compromisso feito pela gestão pública, mas os atrasos permanecem até hoje. É importante lembrar que tais valores têm natureza alimentar, o que configura um agravante no abuso que vem sendo cometido pelos gestores", afirmou o sindicato.

Já a Secretaria de Saúde de Salvador (SMS) indicou que a UPA SAN Martin era gerida pelo IBDH. "A empresa foi descredenciada pela gestão justamente por não estar cumprindo as obrigações trabalhistas, resultando em sucessivos atrasos nos pagamentos dos salários dos profissionais. Com isso, a SMS (através da Procuradoria do Município) abriu processo de mediação para depositar os valores retidos na Justiça do Trabalho. Todos os trâmites foram seguidos e respeitados, culminando no depositado em juízo a ser realizado nesta quinta-feira (20). Vale destacar que SINDMED se habilitou na mediação pré processual", disse por meio de nota ao BN. Enquando o IBDH não se pronunciou.

exclamção leia também