28º Salvador, Bahia
previsao diaria
Facebook Instagram
WHATSAPP
Receba notícias no WhatsApp Entre no grupo do MASSA!
Home / Cidades

Absurdo! - 18/04/2024, 14:16 - Dara Medeiros

Jornalista denuncia agressão durante coletiva com Colbert Martins

Homem teria gritado e empurrado os profissionais da imprensa que entrevistavam o prefeito de Feira de Santana

Episódio aconteceu na noite desta quarta-feira (18)
Episódio aconteceu na noite desta quarta-feira (18) |  Foto: Reprodução/Redes Sociais

Uma jornalista de Feira de Santana, cidade a cercas de 100 km de Salvador, usou as redes sociais para denunciar um ataque que profissionais da imprensa sofreram na noite desta quarta-feira (17), durante uma entrevista coletiva concedida pelo prefeito da cidade, Colbert Martins (MDB).

De acordo com Dandara Barreto, um engenheiro civil da Secretaria Municipal de Habitação e Regularização Fundiária, identificado como Jorge Luís Pomponet, teria se aproximado do local onde o grupo estava e tentou impedir o trabalho dos jornalistas e radialistas que estavam no evento com gritos e empurrões. Ainda segundo Dandara, o prefeito não estava de acordo com a situação, " tentou pará-lo" e "garantiu que a entrevista continuasse".

"Com gritos de 'acabou', ele, agressivamente, empurrou a todos ali, inclusive a mim. Me senti triplamente desrespeitada: como profissional, como mulher e como mãe, pois estava realizando o meu trabalho com o meu filho do meu lado que ficou super assustado com o ocorrido", desabafou Dandara.

A cena foi filmada por um profissional da imprensa que também acompanhava a coletiva e repercutiu nas redes sociais. O vídeo mostra um trecho do desentendimento e um áudio de quando a jornalista e o engenheiro discutem diretamente. Dandara pediu respeito e que Jorge Pomponé tivesse educação.

Assista:

Chateada com o ocorrido, a jornalista fez um pedido por justiça e falou sobre a má fama do funcionário da prefeitura, que seria conhecido na cidade por ter problemas com álcool: "A imprensa livre e a nossa integridade física não podem ser atacadas porque tem alguém com fama de 'doido' ou bêbado, como muitos presentes alegaram que a figura é. A lei vale para todas as pessoas. Se há problemas psiquiátricos, que sejam tratados. Impune é que não pode ficar".

Como a "agressão" começou

Em entrevista exclusiva ao Portal MASSA!, a jornalista Dandara Barreto relembrou o momento em que a "agressão" teria começado e deu a sua versão sobre o ocorrido. Segundo o relato dela, Jorge Pomponet teria se exaltado diante das perguntas dos repórteres sobre a relação entre Colbert Martins e José Ronaldo.

"As perguntas no momento em que ele encrespou com todo mundo eram perguntas políticas. Os jornalistas estavam questionando ao prefeito a respeito do apoio a José Ronaldo, se estava tendo algum tipo de desacordou ou de clima entre eles, já que Colbert não foi convidado para o lançamento da pré-candidatura", disse ela.

Foi então que o engenheiro civil teria tentado, por duas vezes, encerrar a entrevista, gritando e abrindo os braços para afastar as pessoas de perto do prefeito. Ele também teria empurrado os jornalistas e partido para a agressão direta: "Ele segurou no meu braço e ele empurrou também uma pessoa que eu não sei quem era".

A jornalista reforçou que o prefeito nunca destratou a imprensa e que teria ficado 'super desconfortável" com a situação, tentando dar continuidade ao que estava respondendo. Ela também falou que chamou Jorge para conversar e dizer que não aprovou a atitude dele, avisando que iria procurar a polícia caso acontecesse novamente.

Dandara Barreto afirmou que não tinha nenhum contato com Jorge Pomponet antes deste episódio e, por isso, não conseguiu distinguir se ele estava alcoolizado ou não. Porém, pessoas próximas a ela relataram que essa já seria uma prática comum a ele em eventos públicos.

"Eu não conhecia essa figura, não conhecia mesmo, mas o que eu soube é que ele é uma figura muito conhecida na cidade, que inclusive tem um cargo no poder público, na Prefeitura, cargo que foi meio que brigado para ter, porque ele foi para a rede social chorar. Me parece que ele tem uma relação meio conturbada com o álcool, que ele se embriaga e vai fazer presepada, pelo o que eu entendi e o pessoal falou", concluiu.

O Portal MASSA! entrou em contato com a Prefeitura de Feira de Santana para apurar o caso e saber o posicionamento oficial sobre as acusações contra o funcionário Jorge Luís Pomponet, mas não obteve retorno até a publicação desta matéria. Reforçamos que deixamos o espaço aberto caso alguma das partes deseje falar sobre o assunto.

exclamção leia também