28º Salvador, Bahia
previsao diaria
Facebook Instagram
WHATSAPP
Receba notícias no WhatsApp Entre no grupo do MASSA!
Home / Cidades

Lavagem de Itapuã - 01/02/2024, 07:42 - João Grassi e Silvânia Nascimento- Atualizado em 01/02/2024, 09:03

Integrante das Ganhadeiras quer "manter tradição viva" na Lavagem

Verônica Mucúna, de 39 anos, conversou exclusivamente com a reportagem do MASSA!

Verônica Mucúna, das Ganhadeiras de Itapuã
Verônica Mucúna, das Ganhadeiras de Itapuã |  Foto: Denisse Salazar /AG A TARDE

O festejo da Lavagem de Itapuã acontece nesta manhã de quinta-feira (1º), em Salvador. O evento reúne religiosos e devotos com muita tradição e resgate da cultura afro-brasileira.

A reportagem do Portal MASSA! acompanha a Lavagem e conversou exclusivamente com Verônica Mucúna, de 39 anos, que integra as Ganhadeiras, um grupo sociocultural que faz performances musicais e artísticas, nascido no próprio bairro de Itapuã.

"Diretamente dessa terra abençoada, que é Itapuã. A Lavagem de Itapuã, a Lavagem nativa representa muito para as ganhadeiras, porque é o que elas faziam no passado. Lavavam a escadaria dessa igreja com todo amor. com toda devoção. Manter essa tradição nada mais é do que manter a cultura e história dessas mulheres vivas", declarou Verônica Mucúna.

De acordo com Mucúna, o bairro de Itapuã tem uma representação muito forte de todas as questões envolvidas na Lavagem. Ela citou a "lavagem de alma e renovação de energia" como alguma delas.

"Itapuã é muito ritualístico, tudo muito visceral, muito orgânico. É uma terra literalmente banhada por águas, águas doces, águas salgadas. A Lavagem de Itapuã representa isso. Representa a lavagem de almas, a lavagem de coração, a renovação de alegria, de energia, de tudo que é de bom nessa Bahia", detalhou.

exclamção leia também