31º Salvador, Bahia
previsao diaria
Facebook Instagram
WHATSAPP
Receba notícias no WhatsApp Entre no grupo do MASSA!
Home / Cidades

Xiiiiiii! - 22/11/2023, 19:34 - Da Redação- Atualizado em 22/11/2023, 19:48

Greve dos Correios: veja se a Bahia sofrerá com paralisação do serviço

Luta é por correção de inconsistências deixadas pela empresa no Acordo Coletivo 2023-2024

Agências dos Correios podem fechar as portas nos próximos dias
Agências dos Correios podem fechar as portas nos próximos dias |  Foto: Marcelo Camargo | Agência Brasil

A Black Friday está chegando e muitas compras serão realizadas na internet. Se você pensa em adquirir algum produto de forma online, cuidado porque pode receber bem além do prazo. Isso porque servidores dos Correios podem entrar em greve nos próximos dias.

Os sindicatos dos Trabalhadores da Empresa Brasileira de Correios Telégrafos e Similares do Rio de Janeiro (Sintect-RJ) e de São Paulo, Grande São Paulo e Zona Postal de Sorocaba (Sintect-SP), além de outrso, farão assembleias nesta quarta-feira (22) e quinta-feira (23), para avaliar a decretação de uma greve.

Aqui na Bahia, até o começo da noite desta quarta-feira (22), ainda não havia um posicionamento da categoria com relação à greve. O Portal MASSA! tentou contato com o Sindicato dos Trabalhadores em Correios e Telégrafos no Estado da Bahia (Sincotelba) e não teve retorno ate A reportagem também procurou resposta dos Correios na Bahia, através da assessoria de comunicação, mas as ligações não foram completadas.

Segundo o Sintect-SP, a luta é por correção de inconsistências deixadas pela Empresa Brasileira de Correios e Telégrafos (ECT) no texto do Acordo Coletivo 2023-2024.

De acordo com a entidade sindical, o acordo coletivo não foi assinado “porque são muitos os prejuízos à categoria contidos nas inconsistências”. “O enorme desconto na antecipação do tíquete peru em pecúnia é só uma delas. Foi parcialmente corrigido pela empresa, com a devolução da parte descontada do Imposto de Renda, mas ainda ficou um corte enorme e muitos companheiros receberam apenas R$ 300, em vez dos R$ 1.000 de abono indenizatório peru em pecúnia”, diz o Sintect-SP;

Os trabalhadores também reivindicam concurso público, melhores condições de trabalho e correção da tabela salarial pelo valor R$ 250 para remuneração de até 7 mil e acima dessa remuneração corrigida pelo percentual de 3,53%.

À Agência Brasil, os Correios informaram que estão operando normalmente em todo o país, com 100% dos empregados presentes, todas as agências abertas e todos os serviços disponíveis. Cinco dos 36 sindicatos dos Correios vão fazer assembleia nos próximos dias para decidir se haverá ou não paralisação parcial.

A empresa informou também que já preparou uma série de medidas para garantir a normalidade dos serviços caso as assembleias desses cinco sindicatos aprovem paralisação parcial e pontual, entre elas: contratação de mão de obra terceirizada, realização de horas extras, deslocamento de empregados entre as unidades e apoio de pessoal administrativo.

exclamção leia também