32º Salvador, Bahia
previsao diaria
Facebook Instagram
WHATSAPP
Receba notícias no WhatsApp Entre no grupo do MASSA!
Home / Cidades

Cófoi, véi? - 08/01/2023, 07:45 - Vinicius Viana

Galera vê 'bicho' com retirada de álcool em gel das estações de metrô

Usuários do metrô 'meteram o pau' na CCR Bahia por causa da atitude

Na calada da noite, a CCR Metrô Bahia, empresa que atualmente administra o Sistema Metroviário de Salvador e Lauro de Freitas, fez a retirada dos aparelhos com álcool em gel de todas as estações. Mas ela não contava que os usuários do metrô estavam de ‘olhos bem abertos’ e iriam reclamar sobre a decisão.

Em entrevista ao Portal Massa!, três usuários do metrô ‘largaram o doce’ e soltaram não apenas alguns cachorros, mas o canil inteiro em cima da administração da CCR.

A microempreendedora Ingrid Lopes, de 21 anos, utiliza o sistema para entregar clientes e entregar produtos. Ela contou que na entrada e saída das estações higienizava as mãos na esperança de não se contaminar com Covid-19 dentro do metrô superlotado.

Aspas

A maldita da Covid não está de férias e continua circulando livremente pela cidade, principalmente dentro dos vagões superlotados

Ingrid Lopes, microempreendedora

“Já vivemos um risco eminente de contaminação por causa da 'muvuca' e ainda vem a CCR dando uma mãozinha, no caso, a nossa mãozinha, para aumentar o risco de contaminação. Aí fica bem difícil! A Covid ainda existe e a CCR Metrô tá com o olho aonde que não vê isso? Essa decisão é um desrespeito”, declarou Ingrid, virada no estopô com a situação.

A psicóloga Andreia Silva, de 30 anos, refletiu sobre a decisão e pontuou que para além da Covid-19, existe o risco da transmissão de outros vírus com a retirada do álcool em gel para os usuários do metrô.

Imagem ilustrativa da imagem Galera vê 'bicho' com retirada de álcool em gel das estações de metrô
Foto: CCR Metrô/Divulgação

“Essa situação é inadmissível, porque sabemos que não tem só a Covid, mas a existência de outros vírus. O álcool é uma prevenção e faz parte da higienização. Você pega o metrô, vai buscar um aparelho de álcool em gel e não tem mais. Então ficamos vulneráveis! E ainda tem uma outra situação: O carnaval está chegando e um grande número de turistas está vindo para a cidade de outros cantos do Brasil e do mundo. Eles podem ser portadores do vírus e por falta de fácil acesso à higienização no metrô podem ocorrer novas contaminações”, declarou revoltada com a decisão.

Por meio de nota, a CCR Metrô Bahia informou ao Portal Massa! que suas “Estações e Terminais são equipados com sanitários públicos, nos quais são disponibilizados materiais domissanitários, incluindo sabonete líquido para higienização das mãos”, declarou de início.

Por fim, a concessionária justificou a decisão de retirar os dispensers de álcool em gel. “Ocorreu em razão do encerramento da Emergência em Saúde Pública de Importância Nacional (ESPIN) em decorrência da infecção humana pelo novo coronavírus”, afirmou.

exclamção leia também