31º Salvador, Bahia
previsao diaria
Facebook Instagram
WHATSAPP
Receba notícias no WhatsApp Entre no grupo do MASSA!
Home / Cidades

Mais uma conquista - 22/12/2023, 17:45 - Da Redação

FUP comemora parceria do Fundo Mubadala com a Petrobrás

Proposta do fundo Mubadala pode recolocar Petrobrás na operação da refinaria Landulpho Alves

Biorrefinaria pode abrir as portas para a volta da estatal à operação da Refinaria Landulpho Alves
Biorrefinaria pode abrir as portas para a volta da estatal à operação da Refinaria Landulpho Alves |  Foto: Divulgação

Após dois anos de privatização, a refinaria Landulpho Alves Mataripe (RLAM), em São Francisco do Conde, pode ter novamente a Petrobrás de volta à operação. Isso graças a uma proposta do fundo Mubadala, atual proprietário da empresa, de parceria para o possível desenvolvimento conjunto de uma biorrefinaria.

A notícia foi comemorada pela Federação Única dos Petroleiros (FUP), que vê nessa aproximação o primeiro passo para reestatizar a companhia, de acordo com as diretrizes já publicizadas pela direção da estatal.

“Uma notícia da maior relevância. Tive a oportunidade de entrar na Petrobrás em 2006, justamente na Rlam”, lembra Deyvid Bacelar, coordenador-geral da FUP. “É muito emocionante essa conquista anunciada às vésperas do final do ano, o primeiro ano do governo Lula. Muitos trabalhadores sofreram profundamente com a privatização da Rlam”, diz ele, comovido. “É a Petrobrás voltando para onde tudo começou”.

Bacelar destaca que o presidente Lula está cumprindo suas promessas de campanha, junto com Jean Paul Prates à frente da Petrobrás. “O presidente da República disse que iria suspender as privatizações e avançar para possíveis reestatizações do que foi vendido no governo anterior, principalmente dos ativos da Petrobrás”, destacou ele.

O presidente da FUP fez um balanço do primeiro ano da nova gestão e acredita que após as dificuldades de reconstrução, a Petrobrás está organizando suas operações para avançar de forma consistente e sem traumas.

“O convite do fundo Mubadala é muito importante, um grande passo. Ele inclui no processo a transição energética com o biorrefino,possivelmente com carnaúba e outras fontes, e com o envolvimento da agricultura familiar, da interiorização da produção, com a refinaria participando disso como uma grande máquina processadora”.

A Petrobrás informou, em nota, que recebeu comunicação da Mubadala Capital propondo a formalização de discussões recentes sobre a formação de potencial parceria estratégica. “A iniciativa tem como escopo negócios voltados ao refino tradicional, bem como o desenvolvimento de uma biorrefinaria, ambas no Estado da Bahia”, diz o documento.

exclamção leia também