25º Salvador, Bahia
previsao diaria
Facebook Instagram
WHATSAPP
Receba notícias no WhatsApp Entre no grupo do MASSA!
Home / Cidades

Sofrimento até para enterrar! - 06/12/2022, 13:39 - Vinicius Viana - Atualizado em 06/12/2022, 14:54

Família de baiano morto no Rio passa perrengue pra trazer corpo

Administrador morreu após passar mal e ser entubado em uma unidade de saúde no Rio de Janeiro

Família de baiano morto no Rio passa perrengue pra trazer corpo
Família de baiano morto no Rio passa perrengue pra trazer corpo |  Foto: Reprodução/Redes Sociais

A família do administrador Fabrício Santos de Santana, de 28 anos, conseguiu arrecadar dinheiro para pagar o transporte do corpo dele para Salvador, após o jovem ter sido vítima de complicações de um problema renal, no Rio de Janeiro, no último domingo (4). O translado será feito na tarde desta terça-feira (6), às 16h.

De acordo com Nicole Santos, amiga de Fabrício, as despesas do translado serão pagas com o apoio de internautas que doaram cerca de R$ 15 mil por meio de uma vaquinha online. Ainda de acordo com ela, a família do jovem não procurou órgãos públicos para buscar ajuda em relação ao translado, pois não sabia a quem recorrer.

“A gente não conhece muita coisa, a solução imediata que a gente teve foi abrir a vaquinha. A gente entrou em contato com algumas funerárias e estava dando muito caro, a mais barata que encontramos custava R$ 10 mil, fora as passagens aéreas para Salvador. Juntando o translado com as passagens, a princípio, dava o valor de R$ 15 mil”, explicou.

Em seguida, Nicole contou que Fabrício, que enfrentava um problema renal grave, deu entrada em uma Unidade de Pronto Atendimento (UPA) após se sentir mal. Depois de ser atendido, fazer exames e tomar medicamentos para dores, ele recebeu alta, mas ao chegar próximo de casa apresentou um quadro de convulsão e foi socorrido por uma ambulância.

“Ele estava com uma inflamação no ouvido, mas estava sendo medicado. Chegou no final de semana, ele apresentou dores nas costas no sábado (3), e uma dor forte na perna no domingo (4). Quando nós fomos na emergência, não foi se queixando da dor de ouvido, mas se queixando da dor nas pernas. A gente pensou que fosse alguma coisa com relação a esse problema renal, mas a hemodiálise dele estava em dia, então o médico descartou (qualquer relação), só que a infecção no ouvido estava séria e a gente não sabia. Depois que ele teve a primeira convulsão foi feito um check up geral e foi visto que a inflamação no ouvido estava bem avançada. Após a segunda convulsão ele precisou ser entubado, mas infelizmente veio a óbito”, relatou Nicole, detalhando que ele teve uma parada cardíaca e o laudo do IML apontou a insuficiência renal como a causa da morte.

Por fim, Nicole falou sobre o quanto o amigo era querido e amado pela família e amigos. “Ele era uma pessoa incrível e muito querido. Fabrício gostava de curtir a vida, era muito fã de Ivete e onde ela estava, ele queria ir. E infelizmente ele descobriu o problema renal há dois anos, mas não deixou de viver”, contou.

“A mobilização das pessoas neste período (de internação e arrecadação) foi algo surreal. A gente se surpreendeu, mesmo sabendo da grandiosidade dele, a gente se surpreendeu com o movimento das pessoas, sabe? Tudo com que a gente precisou ser ajudado tivemos o suporte”, completou.

O velório e o enterro de Fabricio Santos, que era morador da Chapada do Rio Vermelho, em Salvador, ocorrerá às 16h desta quarta-feira (7), no Cemitério Campo Santo.

exclamção leia também