29º Salvador, Bahia
previsao diaria
Facebook Instagram
WHATSAPP
Receba notícias no WhatsApp Entre no grupo do MASSA!
Home / Cidades

Mais um capítulo - 28/08/2023, 12:28 - Anderson Orrico - Atualizado em 28/08/2023, 12:59

Ex-funcionários da CSN fazem novo protesto na Avenida Paralela

Manifestação aconteceu próximo da região de Pernambués e segue até a rodoviária

Equipes da Polícia Militar e da Transalvador acompanham a manifestação
Equipes da Polícia Militar e da Transalvador acompanham a manifestação |  Foto: Osvaldo Barreto/Ag. A TARDE

Ex-funcionários da Concessionária Salvador Norte (CSN Transportes) voltaram a protestar na manhã desta segunda-feira (28), e percorreram a Avenida Paralela, seguido da Estação Pituaçu até próximo da região de Pernambués, em Salvador. Eles contestam a falta de pagamento da rescisão de contratos.

A manifestação começou por volta das 11h e segue a caminho da região da rodoviária. Equipes da Polícia Militar e da Transalvador acompanham a manifestação.

"A gente começa sempre pedindo desculpa pelo transtorno que a gente sabe que está causando a população. Infelizmente, diante do contexto, a gente não conseguiu uma outra forma de se fazer ouvir, se não essa. A gente tem aí problema com o judiciário, que foi liberado R$ 2 milhões e 905 mil para pagar esses trabalhadores e ninguém sabe o porque esse dinheiro foi parar na própria conta da CSN. O dinheiro está lá preso e esses pais e mães de família ficam sem ter o que comer em casa", conta o rodoviário Vagner.

"O prefeito de Salvador vem a todo momento dizendo que já resolveu o problema e até hoje esses trabalhadores não se encontram com nenhum real dentro do bolso", afirmou.

Em nota, a Secretaria Municipal de Mobilidade (Semob) informou que, por parte da Prefeitura de Salvador, não há pendências quanto à situação dos ex-funcionários da CSN. O órgão disse ainda, que tem expectativa de pagamento por parte dos antigos concessionários, no entanto, por se tratar de uma negociação entre empresas privadas, não há interferência da gestão municipal no processo.

Confira o vídeo:

exclamção leia também