26º Salvador, Bahia
previsao diaria
Facebook Instagram
WHATSAPP
Receba notícias no WhatsApp Entre no grupo do MASSA!
Home / Cidades

Ispia - 27/11/2023, 09:24 - Da Redação- Atualizado em 27/11/2023, 09:49

Estabelecimentos comerciais são flagrados fazendo "gato" de energia

Entre janeiro e setembro de 2023, a Coelba identificou e removeu 5.433 ligações clandestinas

Nos nove primeiros meses (janeiro a setembro) de 2023, a Neoenergia Coelba identificou e removeu 5.433 ligações clandestinas, também conhecidas como "gatos", somente nos segmentos comerciais, como mercadinhos, açougues e padarias.

Para flagrar as unidades, a distribuidora utilizou um avançado sistema de monitoramento, que contou com o acompanhamento do consumo em tempo real, além de mais de 16 mil inspeções em estabelecimentos comerciais de toda a Bahia.

As ações de campo complementam o trabalho de inteligência da empresa, aumentando a assertividade e encontrando desvios de energia em todas as regiões do estado.

Segundo o órgão, nas operações foram recuperados 40 milhões de quilowatt-hora de energia, quantidade suficiente para abastecer aproximadamente 34.700 residências ou o município de Camaçari, na região Metropolitana, por um período de um mês.

Além da questão de segurança, as ações da Neoenergia Coelba em estabelecimentos comerciais visam garantir uma concorrência justa no setor, pois quem furta energia leva vantagem indevida em relação a outras empresas que atuam dentro da legalidade.

Crimes e prejuízos

O furto de energia é crime previsto no artigo 155 do Código Penal Brasileiro, com pena que pode chegar a oito anos de reclusão. Para combater esta prática, a Neoenergia Coelba realizou 96 operações com apoio policial na Bahia nos nove primeiros meses do ano. Os responsáveis pelas unidades flagradas com ligações clandestinas responderão a inquérito para apurar a conduta praticada.

Além de crime, as ligações clandestinas geram riscos à população, já que são realizadas por profissionais sem a qualificação necessária para realizar o serviço, não seguindo as normas técnicas de segurança. A prática também prejudica o fornecimento de energia devido ao aumento indevido e não dimensionado de carga na rede elétrica.

exclamção leia também