29º Salvador, Bahia
previsao diaria
Facebook Instagram
WHATSAPP
Receba notícias no WhatsApp Entre no grupo do MASSA!
Home / Cidades

19° edição do Panorama Internacional Coisa de Cinema - 14/03/2024, 23:00 - Artur Soares*- Atualizado em 14/03/2024, 23:21

"Esse debate é muito importante", diz Olivia Santana sobre Panorama

A deputada foi uma das convidadas durante o primeiro dia do Panorama Coisa de Cinema A deputada foi uma das convidadas durante o primeiro dia do Pa

A deputada foi uma das convidadas durante o primeiro dia do Panorama Coisa de Cinema
A deputada foi uma das convidadas durante o primeiro dia do Panorama Coisa de Cinema |  Foto: Olga Leiria / Ag. A Tarde

A deputada estadual Olívia Santana esteve presente durante a abertura da 19° edição do festival Panorama Internacional Coisa de Cinema. Ela participou de uma das rodas de debate desse primeiro dia de evento, que aconteceu no Cine Glauber Rocha. Olívia comentou sobre a presença e representatividade das pessoas negras dentro da produção de audiovisual.

"Esse debate aqui é muito importante. É incontornável essa realidade dos negros serem maioria da população baiana e, portanto, nós precisamos de mais investimentos", começou a deputada.

Olívia argumenta que o estado tem a capacidade de alcançar um nível de produção internacional no meio do cinema. De acordo com a deputada, o meio mais simples para fazer isso é o início de uma parceria com a Nigéria.

"Ouso dizer que, com as características tão criativas que Salvador e a Bahia tem, a gente pode chegar muito mais longe. Podemos atravessar o oceano com trocas culturais com a Nigéria", explicou.

A baiana defende que a Bahia tem capacidade de se tornar o ponto de referência no que diz respeito a criação de cinema no Brasil caso invista em relações com outros países. "A Nigéria é o segundo polo produtor de cinema do mundo. Então, com essa identidade étnico racial de história com os povos africanos, acho que tem tudo a ver. Então a Bahia pode ser esse grande celeiro do audiovisual brasileiro", contou.

Por fim, Olívia ressaltou a importância dessa área receber mais visibilidade das políticas públicas. "O que nós precisamos é que os produtores dos audiovisuais baianos e das artes tenham as estruturas necessárias para chegar nesse patamar", afirmou.

*Sob supervisão do editor Jeferson Domingos

exclamção leia também