28º Salvador, Bahia
previsao diaria
Facebook Instagram
WHATSAPP
Receba notícias no WhatsApp Entre no grupo do MASSA!
Home / Cidades

Será investigado - 11/05/2023, 09:37 - Anderson Orrico

Deputado do PT acusa PF de racismo após ser retirado de voo

Renato Freitas questionou por ser o único a ser retirado do avião

Renato Freiras é deputado estadual no Paraná
Renato Freiras é deputado estadual no Paraná |  Foto: Rodrigo Fonseca/Câmara Municipal de Curitiba

O deputado estadual Renato Freitas (PT-PR) divulgou um vídeo em suas redes sociais mostrando uma abordagem da durante seu embarque no aeroporto de Foz do Iguaçu, no Paraná. A Polícia Federal (PF) entrou na aeronave e pediu para inspecionar o parlamentar e sua bagagem. O caso aconteceu nessa quarta-feira (10) e, de acordo com os agentes, ele foi escolhido aleatoriamente.

No vídeo, é possível ver os policiais federais afirmando ser uma inspeção rotina e terem selecionado um grupo de pessoas a serem revistadas. O deputado argumenta que só ele foi retirado da aeronave.

Logo em seguida, um dos agentes abre uma mochila do deputado e depois o revistam. "Quando o sistema pede para fazer tem que ser feito na mochila e na pessoa", diz o policial.

A PF informou que vai apurar o caso, mas que Renato Freitas havia se recusado a passar pelo procedimento no aeroporto. Além disso, reforçou que tudo foi feito dentro dos conformes. "Houve entrevista de forma aleatória a passageiros, nas quais todos os protocolos de abordagem foram devidamente respeitados pelas equipes policiais", declarou.

Em nota, a equipe do deputado afirmou que ele não se recusou a passar pelo procedimento e que o deixaram falando sozinho.

"O deixou falando sozinho quando disse que chamaria a PF. Passado alguns minutos e ninguém apareceu, o deputado se dirigiu ao avião de forma natural e tranquila, uma vez que não havia nada de ilícito com ele e quem acabou se recusando em fazer a revista foi a segurança do aeroporto", diz a nota.

Depois da ação, Freitas filmou a sua volta ao avião e bradou: "Bando de racistas ignorantes". Alguns passageiros tentaram acalmá-lo. "Graças a Deus, deu tudo certo", diz uma mulher. "Tudo certo? Tirando o fato de eu ter sido humilhado", lamentou o parlamentar.

exclamção leia também