27º Salvador, Bahia
previsao diaria
Facebook Instagram
WHATSAPP
Receba notícias no WhatsApp Entre no grupo do MASSA!
Home / Cidades

Investigação! - 05/04/2024, 08:49 - Osvaldo Barreto - Atualizado em 05/04/2024, 10:27

Capitania dos portos 'quebra silêncio' sobre morte de mergulhador

Erivan José Pedroso Brandão Filho, de 61 anos, mergulhador encontrado morto

Mergulhador morreu na terça-feira
Mergulhador morreu na terça-feira |  Foto: Reprodução/Redes Sociais

A causa da morte do mergulhador Erivan José Pedroso Brandão Filho, de 61 anos, na última terça-feira (2), na praia da Barra, ainda é um mistério a ser desvendado pelas autoridades. Nesta sexta-feira (5), a Marinha do Brasil, por meio da Capitania dos Portos da Bahia (CPBA), fez a primeira manifestação sobre o caso. De acordo com a Capitania, a apuração está ocorrendo em conjunto com a Polícia Civil.

Familiares e amigos de Erivan apontam que o mergulhador foi atropelado por uma lancha de passeio. Informação que ainda não foi confirmada oficialmente. Segundo a Capitania dos Portos, "caso seja confirmado o envolvimento de uma embarcação, será instaurado um Inquérito sobre Acidentes e Fatos da Navegação (IAFN) para apurar as causas, responsabilidades e circunstâncias do acidente".

O caso

O ex-salva-vidas da Salvamar foi encontrado morto na terça-feira, 2, na Praia da Barra após supostamente ser atingido por uma lancha. O condutor do veículo não foi identificado. O mergulhador estava em uma área específica do mar, com o uso de bandeiras de sinalização.

De acordo com a Polícia Civil, Erivan José Pedroso Brandão Filho foi encontrado na praia da Barra, com trajes de mergulhador e ferido na cabeça. As guias periciais e de remoção foram expedidas e os laudos devem atestar a causa da morte.

exclamção leia também