28º Salvador, Bahia
previsao diaria
Facebook Instagram
WHATSAPP
Receba notícias no WhatsApp Entre no grupo do MASSA!
Home / Cidades

se liga - 11/11/2023, 06:30 - Clara Oliveira

Black Friday: profissional dá dicas de como não cair no endividamento

Lai Santiago, educadora financeira e economista comportamental indica como não cair em dívidas durante as promoções

Imagem ilustrativa da imagem

A Black Friday dá abertura às comprinhas de fim de ano ou até mesmo para aquelas aquisições desejadas durante muito tempo. Acontecendo anualmente na última sexta-feira de novembro, a época marca um dia repleto de promoções que fazem a alegria da população. No entanto, os inúmeros benefícios dos descontos especiais pode ser uma isca para o endividamento.

Pensando nos riscos em torno de tantas promoções, o Portal Massa! conversou com a educadora financeira e economista comportamental, Lai Santiago, para dar dicas valiosas a população que está ansiosa para aproveitar as comprinhas da Black Friday no dia 24 de novembro.

Para não se deslumbrar com as ofertas, Lai destacou ao Portal Massa! as diversas estratégias para limitar os gastos impulsivos, fazendo assim um consumo consciente.

“Uma dessas formas é se antecipar em relação a essa data. Se a gente não se planeja para isso, se a gente não cria uma lista de prioridades, não estabelece um teto, um limite de gastos, é muito comum a pessoa acabar se deixando levar pelas armadilhas do marketing. É importante acompanhar os preços ao longo de um período maior para que dessa forma você tenha certeza que não está diante de uma falsa promoção”, iniciou.

Lai Santiago é educadora financeira e economista comportamental
Lai Santiago é educadora financeira e economista comportamental | Foto: Divulgação

“É uma boa estratégia desativar notificações de aplicativos de compras, cancelar newsletter de promoção, deixar de seguir algumas lojas em redes sociais, porque dessa forma a gente fica menos exposto ao consumo. Se planejar, estabelecer uma lista de prioridades e definir um teto também é bacana”, concluiu.

Para a educadora financeira é essencial ter consciência no momento das compras da Black Friday, principalmente com o uso dos cartões de crédito e o parcelamento em geral para não acabar se endividando.

“Você se compromete ali com várias parcelas ou com uma parcela muito alta, com um valor que ultrapassa a sua capacidade financeira e logo adiante se vê em uma situação que não vai conseguir pagar”, comentou.

Outras orientações oferecidas por Lai para não cair nas dívidas é: “Se você quiser comprar presentes para crianças, evitar levar as crianças para as compras, porque pode ficar mais difícil de dizer não. É legal restringir o limite do cartão de crédito, reduzir o limite para um valor que você consiga prevenir um impulso financeiro lá na frente”.

Aspas

“Determine um valor que caiba na sua renda, caiba no seu orçamento familiar para que você não tenha que lidar com as consequências do oba-oba das compras”, destacou.

educadora financeira, Lai Santiago

Sendo uma tentação para a vida dos consumidores, a profissional revelou a melhor forma de aproveitar as promoções da Black Friday mesmo não tendo boas condições financeiras.

“Saber priorizar é fundamental”, afirmou a educadora financeira. De acordo com Lai Santiago, é necessário estabelecer qual o item a pessoa mais quer comprar para assim focar e conseguir uma boa condição de pagamento para esse item.

“Você pode utilizar os cartões de crédito, milhas, o cashback, acontece muito nessa época do ano de ter bastante promoção de multiplicar as milhas na hora de converter pontos para milhas. Existem maneiras também de você ter um uso do cartão de crédito com o parcelamento controlado, planejado, sabendo o impacto que isso vai causar nos meses seguintes”, garantiu.

À vista ou parcelado? Descubra qual a melhor forma de pagamento
À vista ou parcelado? Descubra qual a melhor forma de pagamento | Foto: Divulgação/Freepik

À vista ou parcelado? A tão famosa dúvida perambula nos pensamentos dos consumidores no momento do pagamento. A educadora financeira bateu o martelo sobre o questionamento, afirmando que tudo depende do perfil comportamental e de renda da pessoa.

Para aqueles que não possuem uma renda instável, Lai indicou o pagamento à vista como uma boa forma. “Uma pessoa que tem uma renda instável, o ideal é que ela se organize de tal forma para que ela consiga fazer os pagamentos à vista e com planejamento maior, porque se ela compromete bastante o orçamento, isso pode fazer que em uma mês ruim, ela acabe não conseguindo pagar em dia uma conta que ela fez anteriormente parcelada”, contou.

“O parcelamento pode fazer com que a gente não perceba o quanto de fato a gente está gastando, a gente olha só para o valor da parcela e não consegue mensurar o impacto de todas essas parcelas ao longo desses meses”, alertou.

Já para aquelas pessoas com uma vida financeira estável e com bom hábito financeiro, o pagamento parcelado se torna interessante. “O parcelamento é muito bem-vindo, em especial se essa pessoa tem uma reserva financeira, porque vai valer mais a pena um parcelamento sem juros, para que dessa forma, a reserva fique ali rendendo, o dinheiro vai trabalhando para ela, enquanto ela vai pouco a pouco pagando um item que ela desejou e ela comprou”.

Planejamento financeiro é indicado
Planejamento financeiro é indicado | Foto: Divulgação/Freepik

Segundo Lai Santiago, o planejamento financeiro para a Black Friday pode ser feito por meio do exercício de imaginação. Imaginando como vão ser os próximos meses financeiramente. Dessa forma, a educadora financeira sugere como praticar a imaginação no quesito do planejamento financeiro.

“Ao longo do ano você pode pensar ‘poxa, eu quero chegar no final do ano e ter cinco mil reais para gastar, mil reais para gastar’, pega esse valor que você deseja gastar e divida pela quantidade de meses que tem no ano para você provisionar gradualmente. Dessa forma, no momento de você fazer a compra, você vai ter o valor para fazer o pagamento à vista”, explicou.

Por fim, a profissional indicou formas de investir durante o período de promoções de 24 de outubro.

“Com antecipação, você consegue economizar muito mais. Sem falar que na Black Friday a gente tem também várias oportunidades de investir com melhores condições, tem várias corretoras que dão cashback, dão rendimentos maiores, corretores que acabam fazendo isenção de taxas, tem uma série de benefícios para incentivar as pessoas a investirem e ganhar mais com esses investimentos”.

“Quem está com a situação um pouco mais equilibrada com o dinheiro também dá para aproveitar, não só pela via do consumo, mas pela via da capacidade de poupança, esse hábito de guardar e investir”, finalizou.

exclamção leia também