29º Salvador, Bahia
previsao diaria
Facebook Instagram
WHATSAPP
Receba notícias no WhatsApp Entre no grupo do MASSA!
Home / Cidades

Novidade - 19/03/2024, 06:20 - Maria Clara Oberlaender

A arte vem até as comunidades com o Polo Criativo Boca de Brasa

As inscrições para os polos Barra-Pituba e Itapuã estão abertas até o dia 27

Lançamento da Escola Criativa Boca de Brasa no Centro Comunitário Mãe Carmen do Gantois.
Lançamento da Escola Criativa Boca de Brasa no Centro Comunitário Mãe Carmen do Gantois. |  Foto: Raphael Muller / Ag. A TARDE

O projeto Boca de Brasa, que há quase 38 anos atua promovendo a cultura em Salvador de forma gratuita, chega em 2024 em dois novos espaços, o Polo Criativo Barra-Pituba na Escola Gantois e o Polo Criativo Itapuã, na sede do Malê de Balê. Esse ano conta com a parceria entre o Instituto CEAFRO - ICEAFRO e a Fundação Gregório de Mattos (FGM) e as inscrições se encerram no dia 27 de março.

Fernando Guerreiro, desde 2013 Presidente da FGM, explica: “O Boca de Brasa vem reforçar essa Salvador multifacetada, a importância de cada território e a riqueza cultural de cada um deles. No momento em que você reforça a identidade, reforça a população”.

Escola Criativa Boca de Brasa
ICEAFRO Gantois é lançada na
Federação
Escola Criativa Boca de Brasa ICEAFRO Gantois é lançada na Federação | Foto: Raphael Muller / Ag. A TARDE

Os inscritos terão a oportunidade de participar de formações artístico-cultural e criativas que buscam reunir iniciativas, grupos, coletivos, espaços e organizações culturais em regiões de Salvador e lhes são ofertados 90 horas de formação. A iniciativa tem coordenação geral de Fabíola Aquino, coordenação pedagógica de Nazaré Lima e direção artística de Val Soriano.

“A ideia é que esse aluno passe por um processo de ‘incubação’, então ao sair dessa imersão, que ele saia se sentindo mais capacitado para empreender o seu negócio na economia criativa e fazer disso a sua geração de renda. Que [a cidade] tenha esse ganho de profissionalização e de movimentação do setor”, conta Fabíola.

Lançamento da Escola Criativa Boca de Brasa no Centro Comunitário Mãe Carmen do Gantois
Lançamento da Escola Criativa Boca de Brasa no Centro Comunitário Mãe Carmen do Gantois | Foto: Raphael Muller / Ag. A TARDE

Além do certificado ao final do percurso formativo, os alunos poderão participar do Edital Bolsa Estímulo “Eu Sou Boca de Brasa” que oferta 10 prêmios de R$5.000,00 para projetos realizados por eles, do “Boca de Brasa Apresenta”, que é uma iniciativa que visa promover o intercâmbio cultural entre artistas do território e/ou de outras regiões da cidade, do país e do mundo.

“A gente tem um trabalho muito forte com a questão da produção cultural, então quando trabalhamos com esses grupos e artistas, damos todas as ferramentas para que esse artista possa usar a criatividade não só no palco ou nas apresentações, mas também na gestão da carreira”, reforça Guerreiro.

Escola Criativa Boca de Brasa
ICEAFRO Gantois é lançada na
Federação
Escola Criativa Boca de Brasa ICEAFRO Gantois é lançada na Federação | Foto: Raphael Muller / Ag. A TARDE

O Festival Boca de Brasa é outra oportunidade para o estudante participar. Ele é um evento cultural organizado diretamente pela FGM que apresenta uma programação diversificada. Seu objetivo principal é reconhecer, valorizar, difundir e celebrar as diferentes produções culturais dos bairros, promovendo e fortalecendo a diversidade cultural presente em Salvador.

Escola Criativa Boca de Brasa
ICEAFRO Gantois é lançada na
Federação
Escola Criativa Boca de Brasa ICEAFRO Gantois é lançada na Federação | Foto: Raphael Muller / Ag. A TARDE

A 7ª edição do Festival se expandiu e ganhou o nome de “Movimento Boca de Brasa”, será nos dias 21 a 23 de março, trazendo mais de 500 artistas e agentes culturais e a ocupação de 7 espaços. Ele inclui não apenas as iniciativas culturais qualificadas pela Escola Criativa Boca de Brasa do ano passado, mas também grupos, coletivos, artistas e agentes culturais de diversos territórios da cidade.

“A gente faz um trabalho de diálogo com as lideranças comunitárias, com as lideranças que estão nos territórios, porque elas conhecem as dificuldades e o potencial artístico-cultural do lugar”, explica Nazaré.

exclamção leia também