Viver Bem

Ter, 14/01/2020 | Atualizado em: 14/01/2020 às 05h06


Viver Bem

Cuidados com a pele são necessários

gabriel conceição*
A+ A-
almassa.com.br

O verão é a estação do ano que deixa gente a galera para pegar alguns dias de sol e mar. Nesta época, mulheres e homens apostam na depilação para curtir o sol sem se preocupar com os pelos em evidência.

No entanto, de acordo com o dermatologista Juliano Cruz, a exposição ao sol sem o devido cuidado e precauções pode trazer manchas, flacidez e outros riscos às áreas que foram depiladas recentemente.

"Seja com lâmina, cremes depilatórios, linha ou cera, os raios solares podem aumentar a pigmentação da pele e deixar a camada superficial da derme mais sensível que o normal. Isso acontece porque a área depilada se torna sensível por causa da 'agressão' sofrida no local", explicou.

"Para que isso não ocorra, é recomendado ficar pelo menos 48 horas sem se expor ao sol após qualquer um destes procedimentos. A principal dica é programar a sua depilação", aconselhou o dermatologista.

O uso de protetor solar é essencial, principalmente nas áreas depiladas, incluindo as partes íntimas. Se depilar após vir da praia ou piscina também não é uma boa ideia, pois o cloro ou o sal pode causar queimaduras, irritações e hipersensibilidade à pele.

Além disso, segundo Juliano Cruz, é importante tomar cuidado com os produtos que você usa no corpo após a depilação. Cosméticos com ácidos ou álcool podem irritar a pele e também provocar manchas ou até mesmo queimaduras.

"Nesse caso, evite desodorantes, perfumes e hidratantes que estejam nessa categoria logo após o procedimento. Depois de se depilar, aposte em um banho frio e use um sabonete neutro. Com esses cuidados, seu verão e sua pele serão impecáveis", concluiu o dermatologista Juliano Cruz.

* Sob a supervisão do jornalista Tiago Lemos