Esporte

Seg, 13/01/2020 | Atualizado em: 13/01/2020 às 05h06


Esporte

Real não dá vez ao rival

PEDRO MORAES*
A+ A-

Uma final suada e decidida somente nas cobranças de pênaltis. Assim foi a decisão da Supercopa da Espanha entre Real Madrid e Atlético de Madrid, ontem, no estádio King Abdullah Sports City, em Jeddah, na Arábia Saudita. Depois do empate no tempo normal e na prorrogação, o Real venceu o rival por 4 a 1 nas penalidades.

Carvajal, Rodrygo, Modric e Sergio Ramos foram os responsáveis pelo sucesso do clube merengue. Somente o lateral direito Trippier converteu para o Atlético. Com formato inovador, sobretudo por ser disputada na Arábia Saudita no meio da temporada, a finalíssima poderia ter sido decidida ainda no segundo tempo da prorrogação, quando Morata, depois de uma arrancada do meio de campo, foi parado por uma entrada violenta do volante Valverde, que resultou em falta. Devido à conquista desta Supercopa, o Real agora detém 11 títulos, dois a menos do que o maior campeão da competição, o Barcelona.

* Sob a supervisão do editor Samuel Lima