Viver Bem

Seg, 13/01/2020 | Atualizado em: 13/01/2020 às 05h06


Viver Bem

Cuide do seu pet no verão

gabriel conceição*
A+ A-
almassa.com.br

Verão é tempo de viajar, se divertir, passear pelas praias e aproveitar o tempo com a família e os amigos. Mas, para que a festa sempre esteja completa, o animal de estimação não pode ficar de fora da programação.

Porém, assim como os humanos sentem calor, os pets também sofrem com as altas temperaturas. Por conta disso, alguns cuidados precisam ser tomados.

De acordo com a veterinária Ane Pita, do Pet Shop/Clínica Veterinária L&F, de Cajazeiras VI, muitos tutores acabam se descuidando quando o assunto é hidratação, passeios e alimentação, o que pode acabar causando incômodo e até dores no animal. "Muitos donos que costumam andar com seu animal, seja a passeio ou para praticar atividades físicas durante a manhã ou à tarde, esquecem que as patas do cachorro não estão protegidas. O asfalto quente pode ferir a pata do animal, além de causar infecção", explicou Pita.

Para evitar transtornos, ela orienta: "Evite levá-lo para rua em horários em que o sol esteja castigando o chão e fique atendo a alguns sinais de que o pet está com calor ou com sede, como língua seca e exposta e respiração ofegante".

Para manter seu cão ou gato bem hidratado, a veterinária indica a troca diária da água e, como petisco, congele alguns pedaços de frutas e dê para o animal comer. Deixar o bichinho em ambiente seco e arejado, se possível com o uso do ar-condicionado, é uma boa saída.

Para os animais peludos, tosar a região da barriga pode melhorar a sensação de calor. "Se o cão for muito peludo, é importantíssimo fazer uma tosa especial para o verão. Ninguém gosta de vestir um casaco embaixo do sol escaldante. E, também evite o uso de focinheiras, pois impede que o animal respire bem", concluiu a especialista.

* Sob a supervisão da editora Kenna Martins