Esporte

Sáb, 11/01/2020 | Atualizado em: 11/01/2020 às 05h06


Esporte

Ofensivo no mercado

Jefferson Domingos
A+ A-

A diretoria do Bahia tenta cumprir a promessa de contratar mais dois a quatro reforços para o início desta temporada. O foco do momento é o sistema ofensivo para suprir as saídas de Rogério, Artur e Lucca. Por isso, os atacantes David e Rossi interessam ao Tricolor.

Sem revelar os nomes de jogadores, o presidente do clube, Guilherme Bellintani, descreveu ontem os perfis dos atletas que pretende contratar. "Extremos ou jogadores de beirada, a gente está procurando, porque temos a saída de três jogadores. Já trouxemos um, que foi o Clayson, e estamos procurando sim mais atacantes de beirada", relatou o dirigente no programa Seleção SporTV.

David se encaixa neste perfil. O atacante de 25 anos revelado pelo Vitória tenta a liberação do Cruzeiro, rebaixado para a Série B e que deseja aliviar a folha salarial. Na tarde ontem, o empresário do jogador, André Cury, se reuniu com a diretoria da Raposa, quando discutiu propostas para liberar o atleta.

O agente fez ainda uma oferta de R$ 5 milhões para ficar com os 35% dos direitos econômicos de David e repassá-lo a outro clube. Além disso, André Cury propôs arcar com mais de R$ 1 milhão que o Cruzeiro tem de débitos com o jogador.

Já Rossi, outro atacante de velocidade que interessa ao Tricolor, tem uma situação mais fácil. O atleta de 26 anos atuou pelo Vasco no ano passado, mas não chegou a um acordo com o time carioca e está livre no mercado após rescindir com o Shenzhen, clube da China com quem tinha contrato. Emprestado ao Cruzmaltino, o jogador fez 41 jogos e marcou quatro gols.

Rossi também recebeu sondagens de equipes como Fluminense e Ceará, além de ter a pedida salarial de R$ 400 mil recusada pelo Botafogo. Além de Clayson, o Esquadrão já contratou o meia Daniel e o volante Jádson.