Esporte

Sáb, 30/11/2019 | Atualizado em: 30/11/2019 às 05h05


Esporte

Esquadrão encara 'freguês' para acabar jejum

Leo Moreira
A+ A-

redacao@Jornalmassa.com.br

Com a vaga na Libertadores praticamente fora de alcance, o Bahia entra em campo amanhã, diante do CSA, às 18h, no estádio Rei Pelé, para tentar acabar com o jejum de nove jogos sem vencer no Brasileirão.

E esta má fase não frustra apenas a torcida, pelo menos é o que garante o atacante Élber. "A gente poderia brigar mais em cima na tabela. Ficamos um pouco mais distantes. Nossa equipe é bem madura para assimilar as coisas que estão dando errado. Corrigir e tentar melhorar. Temos totais condições de deixar o Bahia, no mínimo, entre os dez primeiros no campeonato", ressaltou o jogador em coletiva ontem no Fazendão.

Historicamente, o CSA é freguês do Bahia. Em Brasileiros, as duas equipes se enfrentaram em seis partidas. O Tricolor venceu quatro, empatou uma e perdeu apenas uma. Uma destas vitórias aconteceu no primeiro turno da Série A deste ano, quando o time de Roger Machado venceu o Azulão por 1 a 0, com gol de falta de Arthur Caíke.

Quase rebaixado à Série B, o CSA ganhou uma sobrevida após vencer o Cruzeiro, na última rodada da competição, em pleno Mineirão e, por isso, Élber prega respeito ao adversário. "Todos davam o CSA como rebaixado. O mérito que eles tiveram lá, foram em Belo Horizonte e conseguiram vencer. Ganharam uma sobrevida no campeonato. É uma equipe bastante aguerrida, bastante forte em casa. Vamos lá com o intuito de sair com os três pontos", prometeu o jogador.