Nas Ruas

Sáb, 16/11/2019 | Atualizado em: 16/11/2019 às 04h05


Nas Ruas

Combate ao machismo, racismo e desigualdade

Gabriel Conceição*
A+ A-

Palavras fortes, versos impactantes e canções inspiradoras. Esses foram os elementos que definiram o último dia do Flin (Festival Literário Nacional), ontem, no ginásio de Cajazeiras.

No espaço Cultura, que estava cheio, o grupo Juventude Ativista de Cajazeiras (Jaca), que fala sobre política, tecnologia e arte, junto com o Coletivo Zeferinas, formado por mulheres negras, soltou a voz em combate ao racismo, machismo e desigualdade social. Além disso, eles cederam espaço para que jovens recitassem suas poesias.

"Nosso objetivo é atrair a juventude do bairro, fazendo com que esses jovens tenham acesso a algum tipo de arte. Ao mesmo tempo, servimos como uma espécie de atividade de educação popular, porque, além da arte, discutimos assuntos que nos impactam. O brilho nos olhos desses jovens é algo incrível", disse Cairo Andrade, um dos organizadores do Jaca.

Na tenda ao lado, no espaço Infantil, o grupo Cortejo Musical alegrou as crianças com contações de histórias, músicas e poemas que destacavam a importância da leitura e da educação em suas vidas. "Estou me divertindo muito aqui. As histórias são engraçadas e legais", contou o pequeno Fábio Costa, 7 anos, presente na plateia mirim.

* Sob a supervisão do jornalista Tiago Lemos