Te Contei?

Qua, 06/11/2019 | Atualizado em: 06/11/2019 às 04h05


Te Contei?

Do circo pra música

PEDRO MORAES*
A+ A-

Muitos artistas nascem com o dom de cantar. Porém, para alguns, o despertar acontece durante o ciclo da vida. Foi assim que o cantor Rodrighetto do Brasil, que há nove anos passeia por barzinhos e casas de shows, se identificou no cenário musical.

Nascido e criado em Itabuna, o artista de 36 anos chegou em Salvador sem a pretensão de se tornar cantor, mas, diante de uma simples brincadeira em uma festa de amigos, revelou seu talento.

"Tudo começou quando vim para Salvador, em 1999, que foi o momento que conheci a música na minha vida. Por recomendação de minha família, vim morar aqui e, em um certo dia, num som com amigos, eles elogiaram minha voz e até hoje estou aqui, vivendo da música", explicou.

Antes de começar a se apresentar em barzinhos e shows, Rodrighetto, também conhecido como Mauricinho do Arrocha, pelo corte de cabelo e modo como se veste, trabalhava como palhaço em um circo da região natal, com os pais e irmãos. "A vida de palhaço ficou na saudade. Amava demais o que fazia. Só de ver o sorriso de uma criança é um dia a mais de felicidade", explicou.

Identificado com o arrocha, o músico também canta outros ritmos, como reggae, forró e samba. Em sua trajetória, ele já passou por bandas como Groov Ghetto, Stilo Sensação, entre outras. "Tenho uma identificação muito grande com o arrocha. Porém, por tocar em barzinhos, preciso agradar a todos os públicos. Tem gente que gosta de arrocha, de bolero, de forró. Canto um pouquinho de cada coisa. Isso é importante na carreira de um artista. Essa troca com o público é bacana", disse.

* Sob a supervisão do jornalista Tiago Lemos